Cartilha orienta conduta de servidores da Prefeitura durante período eleitoral

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 4 de abril de 2012 as 12:58, por: cdb

Publicada em 04/04/2012, às 15h56

Por Loureta Samora

Cartilha orienta conduta de servidores da Prefeitura durante período eleitoral

Elizabeth Nader

O documento reúne informações básicas sobre os direitos políticos e as normas éticas e legais que devem nortear as condutas dos servidores

A Prefeitura de Vitória lançou, na tarde desta quarta-feira (04), a 2ª edição da cartilha “Orientações aos gestores e servidores públicos para o período eleitoral”. O lançamento contou com a presença do secretariado, servidores e convidados.

O objetivo ao publicar o material é evitar que sejam praticados atos administrativos ou tomadas de decisões governamentais indevidas nesse período.

O documento reúne informações básicas sobre os direitos políticos e as normas éticas e legais que devem nortear as condutas dos servidores.

Além de ser entregue aos servidores, a cartilha ficará disponível no portal da Prefeitura de Vitória. Faça o download

A procuradora-geral do município, Teresa Cristina Pasolini, explicou que em todo ano eleitoral a Procuradoria era acionada para dar orientações sobre o que era permitido ou não nesse período.

“Daí surgiu a ideia de sistematizar as informações no formato de cartilha e distribuí-la para não apenas entre nossos servidores mas também para dos demais municípios capixabas”.

Marcos Salles

Segundo prefeito, o compromisso dos servidores é com o exercício do serviço público e com o respeito à democracia

Compromisso

O prefeito João Coser destacou a cartilha como um instrumento de orientação de todos os servidores neste período.

Segundo prefeito, o compromisso dos servidores é com o exercício do serviço público e com o respeito à democracia.

“Todos têm o direito de fazer suas escolhas e a liberdade de expressar suas opiniões, mas em hipótese alguma é permitido utilizar a máquina e os recursos públicos”, afirmou.

Entre os assuntos abordados na cartilha estão a definição de publicidade institucional e o período de restrições; o uso de bens e serviços da Prefeitura; e o período de desincompatibilização dos servidores e agentes públicos interessados em concorrer a cargo eletivo.

Com edição de Deyvison Longui