Carta Aberta ao presidente Barack Obama

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 24 de junho de 2011 as 20:06, por: cdb

Tradução: ADITAL

Liberdade para osPresos Políticos Portorriquenhos e para os Cinco Cubanos!

San Juan, PuertoRico
14 de junho de2011

Presidente Obama:

A presente comunicação tem como principal objetivo solicitarsua intercessão, como máxima autoridade executiva de seu país, com o fim deconseguir a imediata e incondicional libertação de um grupo de prisioneirospolíticos condenados a sentenças carcerárias extremamente longas einjustificadas. Nos referimos concretamente aos lutadores antiterroristascubanos Gerardo Hernández Nordelo, Ramón Labañino Salazar, Antonio Guerrero,Fernando González Llort e René González Sehwerert, e aos lutadoresindependentistas portorriquenhos Óscar López Rivera, Avelino González Claudio eNorberto González Claudio.

O Comitê de Solidariedade com Cuba em Porto Rico, aoreclamar a liberdade desse grupo de prisioneiros políticos e inserir-se nasdiversas campanhas nacionais e internacionais o faz induzido pela urgentenecessidade de que se ponha fim a uma patente injustiça que permite que 8pessoas purguem condenações não merecidas, cinco deles somente pelo fato de tertentado proteger, por meios legítimos e pacíficos, a integridade territorial deseu país (Cuba) e a segurança de milhões de compatriotas, e os outros três, porlutar conforme os princípios e o direito natural pela descoloniação e alibertação de sua pátria portorriquenha.

A negativa do governo dos Estados Unidos a considerarreclamos de índole humanitária, amparados nas leis e convênios internacionaisdos quais é signatário, manifesta uma dupla moral, pois, por um lado, se recusaa reconhecer a inequidade das condenações recaídas contra os cinco lutadoresantiterroristas cubanos, enquanto que, por outro, se afana em proteger aoassassino terrorista internacional, Luis Posada Carriles, que, não só éresponsável por inúmeros atentados criminosos (incluindo a queda de um avião deCubana de Aviação, em 1976, tragédia na qual 73 pessoas perderam a vida,incluindo jovens atletas integrantes da Equipe Nacional de Esgrima de Cuba),mas também porque jamais demonstrou arrependimento por nenhum desses atos.

No que diz respeito ao compatriota Óscar López Rivera, ascondições desumanas e o prolongamento injustificado de seu confinamento, jácumpridos 30 anos, constituem, em estrito sentido jurídico9, em um crime delesa humanidade, que expõe os Estados Unidos, uma vez mais, ante a comunidadeinternacional como um país incapaz de honrar, dentro de sua própria jurisdição,os preceitos que garantem a todo prisioneiro –incluindo os sujeitos à restriçãocarcerária por motivos políticos- um tratamento justo e humanitário.

Em consideração ao acima exposto, solicitamos-lhe que, com amaior celeridade possível, decrete a libertação imediata dos lutadoresantiterroristas cubanos Gerardo Hernández Nordelo, Ramón Labañino Salazar,Antonio Guerreo, Fernando González Llort e René González Sehwerert, e dospatriotas portorriquenhos Óscar López Rivera, Avelino González Claudio eNorberto González Claudio.

Continuar ignorando esse reclamo mundial será condenado pelahistória. O senhor, como presidente dos Estados Unidos pode devolver essespatriotas às suas casas e às suas pátrias.

Comitê de Solidariedade com Cuba em Porto Rico

Contatos: Lic. Blanca Gari y Sra. Milagros Rivera
Tels. (787)274-8587
pr_rompiendo_el_bloqueo@yahoo.es