Carnaval paulista começa com tiros e mortes

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 23 de fevereiro de 2003 as 18:40, por: cdb

A abertura oficial do Carnaval paulistano no Sambódromo do Anhembi, zona norte de São Paulo, na noite deste sábado foi marcada por brigas, tiroteios e mortes entre blocos carnavalescos ligados a torcidas organizadas de São Paulo, Corinthians e Palmeiras.

De acordo com a Polícia Militar, o confronto no Anhembi entre integrantes do bloco Pavilhão 9, do Corinthians, e da Torcida Independente, do São Paulo, começou por volta das 22h30 na área de concentração, quando membros das duas agremiações trocaram insultos e pedradas que resultou num tiroteio.

O carnavalesco Rui Luciano Nogueira, 25, do Pavilhão 9, foi baleado na cabeça durante a briga. Ele foi socorrido ao pronto-socorro de Santana, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O caso foi registrado na Delegacia de Turismo.

De volta a sede, integrantes da Independente entraram num violento confronto com membros do bloco Mancha Alviverde, do Palmeiras. Várias pessoas ficaram feridas.

Mauro Roberto Costa, 23, da Independente, e Dhiogenes Fernandes Ventura, 20, da Mancha Alviverde, morreram ao dar entrada no pronto-socorro do Hospital das Clínicas.

A polícia deteve cerca de 60 pessoas, que foram encaminhadas ao 23º Distrito Policial, em Perdizes, para averiguação.

Segundo a PM, entre os detidos estão o presidente e diretores da torcida são-paulina, que podem ser responsabilizados pelo conflito e indiciados por homicídio doloso.