Cardiologista João Mansur fala sobre prevenção a doenças coronarianas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 13 de outubro de 2009 as 11:42, por: cdb

O cardiologista João Mansur Filho, responsável pela unidade coronariana do Hospital Samaritano em Botafogo, no Rio de janeiro, e membro da Sociedade Brasileira de Cardiologia, foi entrevistado pelo deputado federal Marcelo Itagiba (PSDB-RJ) no programa De Olho no Rio, que foi ar no último domingo pela CNT. O médico falou sobre medidas preventivas a doenças coronarianas que estão ao alcance de todos.
 
– Esse é um assunto muito importante, sobretudo após o aumento do tempo médio de vida da população mundial, o que fez com que mais pessoas ficassem sujeitas aos fatores de risco relativos à idade que levam às doenças do coração – explicou o cardiologista João Mansur Filho.
 
De acordo com o médico a adoção de uma vida saudável é a melhor medida preventiva para evitar as doenças coronarianas. Segundo ele, são fundamentais a reeducação alimentar e a prática de exercícios para combater os nove fatores de risco: o consumo baixo de frutas e legumes, o colesterol, a hipertensão, a obesidade, o sedentarismo, o tabagismo, a diabetes, o estresse e o consumo de álcool.
 
– A prática de exercícios, quatro vezes por semana, num total de 160 minutos de atividade diminui o risco coronariano e o peso, além de promover o bem-estar – diagnosticou o médico, ressaltando a necessidade de exames prévios para os homens de mais de 35 anos e mulheres de mais de 40, antes do início das atividades físicas.
 
Em relação à alimentação saudável, João Mansur Filho disse que, de acordo com um estudo feito em 52 países, o consumo de frutas e legumes diminui em 18% a incidência de infarto.
 
Ele disse, também, ser recomendável a medição do colesterol em todas as pessoas acima de 20 anos, pois estudos mostram que as doenças coronarianas se manifestam cedo.
 
– É necessário monitorar a quantidade de colesterol bom, que é o HDL, e o ruim, que é o LDL – explicou o cardiologista.
 
Indagado pelo deputado Marcelo Itagiba a respeito do uso cada vez mais comum do stent, Mansur Filho disse:
 
– O stent é uma forma de tratamento que consiste na colocação de uma mola de aço inoxidável no local da lesão coronariana, dispensando a cirurgia cardíaca – relatou o médico, acrescentando que o tratamento clínico e angioplastia são medidas que antecedem a intervenção cirúrgica.