Capacitação contempla paciente ostomizado

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 9 de março de 2012 as 11:17, por: cdb

Capacitação contempla paciente ostomizado

O treinamento para os pacientes e cuidadores foi coordenado pela enfermeira Charla Souza, no auditório do Centro de Reabilitação e Desenvolvimento Humano  (Creadh). Segundo a administradora do centro, Ana Paula Carvalho, “o treinamento visa também formar uma rede de atenção à pessoa ostomizada, além de informar sobre esse e outros serviços oferecidos pelo Creadh”.

O coordenador do centro, Wagner Araujo, informou que há um desconhecimento da população no que diz respeito às ostomias e por isso é necessário o treinamento para que tanto profissionais (enfermeiros e técnicos), como pacientes e cuidadores saibam como tratar e usar os dispositivos (bolsas coletoras) corretamente.

Araújo observou que o Creadh oferece, além da assistência médica integral com uma equipe multidisciplinar, tanto no acompanhamento do paciente quanto na concessão de material usado por ele. “Temos um serviço de alta qualidade no centro e um dos mais eficientes no interior do estado”, destacou.       

O cirurgião Fabrício Matos ressaltou a importância do treinamento, afirmando que a iniciativa é fundamental, tanto para servidores da saúde e pacientes, quanto para os cuidadores. “Os pacientes com ostomia exigem cuidados e acompanhamento de especialistas, mas podem levar uma vida social normal, desde que sigam corretamente os procedimentos e orientação médica”.

Qualidade de vida

O diretor de Média e Alta Complexidade, Tiago Domingos, disse que a principal proposta não é apenas a de capacitar os participantes, mas, sobretudo, a busca da melhoria da qualidade de vida da população assistida no Creadh e em outras unidades de saúde da rede pública em Itabuna. 

Domingos também frisou que Itabuna saiu na frente mais uma vez, ao lançar o programa Ativa, que consiste em prestar assistência médica integral ao paciente com ostomia, desde o pós-operatório, com orientações efetivas para prevenção de complicações, até o seu domicílio, onde o paciente terá que utilizar corretamente os materiais fornecidos pelo próprio Creadh. “É um programa pioneiro e audacioso no município, que tem buscado meios para um prestar serviço completo e de qualidade”.

DCS/PMI Texto: Rosi Barreto ? Fotos: Pedro Augusto ? 09/03/12