Campeão da baixaria

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 30 de abril de 2003 as 23:51, por: cdb

Foi divulgado, ontem, o 2O ranking dos programas de TV denunciados através da campanha “Quem financia a baixaria é contra a cidadania” e Domingo Legal é o campeão da baixaria nos canais de televisão. Com 157 denúncias dirigidas, entre os dias 12 de fevereiro e 13 de abril, à campanha, coordenada pela Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, o horário ocupado por Gugu Liberato, no SBT, pode não ser líder no Ibope, mas é, disparado, em reclamações de telespectadores.

O vice-pior é o apresentador dos programas Canal Aberto e Eu vi na TV, João Kleber, da Rede TV, que liderou o 1º ranking. em fevereiro. O padrão Globo de Qualidade conquistou o 3º lugar com o reality show Big Brother, seguido dos programas Ratinho, Faustão, Sérgio Malandro, Hora da Verdade, Zorra Total, Falando Francamente e Cidade Alerta.

Foram encaminhadas, ao todo, 805 denúncias, pelo telefone 0800 619619 e pelo site www.esticanatv.org.br, sobre o nível de programação da televisão brasileira.

REALITY SHOW
Na guerra de audiência, vale tudo. A Rede Globo hesitou, mas acabou tocando pra frente “Celebridades”, nova novela de Gilberto Braga. Com estréia marcada para 13 de outubro, no lugar de “Mulheres Apaixonadas”, vai abordar tema que constrange a própria emissora: o mundo dos famosos e dos que buscam celebridade a qualquer preço.

Como é o caso dos Big Brothers, por exemplo.

CASA CHEIA
A reunião que implodiu a CPI do Propinoduto da Alerj, na manhã de ontem, teve recorde de presença. Até deputados pouco atuantes nas investigações, como o decano Pedro Fernandes (PFL) -, que conseguiu chegar ao final sem fazer uma só pergunta nos depoimentos – madrugaram para votar pelo encerramento.

CASA CHEIA – 2
A reunião teve a participação de todos os membros titulares. Caso um deles faltasse, um suplente assumiria. Para evitar acidente de percurso, os governistas Aparecida Panisset (PP), Délio Leal (PMDB) e Caetano Amado (PL) estavam firmes no banco de reservas.

JUSTIÇA LENTA
Resultado da divisão da administração penitenciária, a Secretaria de Justiça e Direitos do Cidadão até agora não teve seu organograma publicado no Diário Oficial do Estado.

O advogado Sergio Zveiter, data venia, “está” secretário.

NOOOSSA!
O novo secretário de Segurança, Anthony Garotinho, vai mandar preso costurar pra fora. O que, no jargão da malandragem, pega mal pra dedéu.

CONFESSIONÁRIO
A reunião do presidente com os bispos na Assembléia Geral da CNBB, em Itaici (SP), amanhã, será a portas fechadas. A imprensa não poderá entrar no plenário, onde Lula dirigirá a palavra aos bispos, certamente sobre as metas do Governo, e ouvirá perguntas e sugestões.

SOB VARA
O deputado Otávio Leite (PSDB), presidente da Comissão da Alerj que acompanha a construção do emissário submarino da Barra, irritou-se com a desconsideração do secretário estadual de Meio Ambiente, Luiz Paulo Conde. Convidado duas vezes para prestar esclarecimentos à comissão, nem deu bola. O deputado quer obrigá-lo a comparecer debaixo de vara, incurso em crime de responsabilidade.

DEBANDADA
Entre janeiro e março houve aumento de 123% nos pedidos de aposentadoria dos servidores públicos, principalmente professores universitários.

Segundo a Secretaria de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, em janeiro foram registrados 500, em fevereiro o número dobrou para 1.000, atingindo 1.500, em março.

REGISTRO
Em e-mail a esta coluna, o Ministério das Cidades nega fundamento à nota aqui publicada ontem e informa que o ministro Olívio Dutra jamais pretendeu mudar a estrutura da Caixa Econômica Federal e nunca pensou em propor a recriação do Banco Nacional de Desenvolvimento Urbano. Segundo o assessor Robson Barenho, “o que o Ministério vem discutindo com a CEF é o aperfeiçoamento e direcionamento adequado dos programas do Ministério que têm a CEF como agente financeiro”.

AFOGADA
A exemplo de 2001, a Superágua fechou o exercício de 2002 com 1,4 milhão no vermelho.

A empre