Campanha divulga ranking dos piores da TV

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 28 de abril de 2003 as 14:04, por: cdb

A coordenação da campanha “Quem Financia a Baixaria é contra a Cidadania” divulga nesta terça-feira o segundo ranking dos programas mais denunciados à Comissão de Direitos Humanos da Câmara.

São apontamentos de telespectadores de todo o País sobre desrespeito,
ridicularização, constrangimento moral e incitação à violência e exploração sexual.

A divulgação do ranking será na Assembléia Legislativa de São Paulo, durante a segunda reunião do Conselho de Acompanhamento da Programação de Rádio e Televisão (CAP).

O encontro, das 9 às 18 horas, será realizado por meio de teleconferência entre os 10 conselheiros que estarão nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Minas Gerais e no Distrito Federal, emitindo pareceres sobre os programas que mais violam os direitos humanos.

O coordenador da campanha, deputado Orlando Fantazzini (PT-SP), diz que a proposta não visa à censura e sim à melhoria da qualidade dos programas de televisão. “O povo deve denunciar o seu descontentamento e não comprar os produtos dos patrocinadores desses programas”, orienta.

Em seu último ranking, a campanha apontava o programa Te Vi Na TV, do apresentador João Kléber, como o pior da televisão brasileira.
São formas de baixaria na TV, segundo detalha uma cartilha de 42 páginas lançada pela Comissão de Direitos Humanos, a apologia e incitação ao crime (inclusive a prática da tortura), linchamento e outras formas de violência, assim como a discriminação racial, sexual e/ou religiosa.

A campanha “Quem Financia a Baixaria é Contra a Cidadania” foi lançada em novembro do ano passado. Qualquer pessoa pode fazer denúncias por meio do site (www.eticanatv.org.br) ou pelo telefone 0800-619-619.