Caminhão atropela 40 e mata 17 durante procissão em Sergipe

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 1 de dezembro de 2003 as 17:07, por: cdb

Dezessete pessoas morreram vítimas de um atropelamento ocorrido no início da noite deste domingo no município de Arauá (a 99 km de Aracaju-SE). O acidente aconteceu quando cerca de 70 fiéis, moradores do povoado Bolandeira (a 6 km da sede do município) participavam de uma procissão em homenagem à Nossa Senhora da Conceição e um caminhão, que era conduzido por Dorgival Santos, atropelou cerca de 40 pessoas. Quinze morreram no local e outras duas no Hospital de Pronto Socorro “Governador João Alves Filho”, na capital sergipana.

Agora há pouco a Secretaria de Segurança Pública informou que entre os mortos estão oito menores e que outras seis pessoas estão internadas em Aracaju, mas não foi revelado o estado de saúde das vítimas. O Instituto Médico Legal (IML), desde o meio-dia, está liberando os corpos das vítimas fatais para o sepultamento. É provável que todos os 17 corpos sejam sepultados numa cerimônia coletiva em Arauá.

As testemunhas acusam o motorista de dirigir em alta velocidade. Dorgival Santios, após o acidente, fugiu e abandonou o caminhão no posto de revenda de combustível “Atalaia”, na cidade de Santa Luzia (a 76 km de Aracaju). Alguns parentes e amigos das vítimas ainda tentaram localizá-lo juntamente com a polícia, mas até agora não se tem informações sobre o seu paradeiro – segundo informações das delegacias de polícia da região, que foram todas mobilizadas pela Secretaria de Segurança Pública de Sergipe.

Anualmente, as comunidades de povoados sergipanos realizam uma série de procissões por estradas muito estreitas em direção às sedes dos municípios. No ano passado, moradores do povoado de Sucupira, também em Arauá, foram atropelados numa dessas procissões. Felizmente não houve morte. Por conta desse primeiro episódio foi que o padre de Arauá, José Alves, não compareceu à procissão de ontem e fez um apelo para que as pessoas evitassem ficar expostas em rodovias. Os fiéis não seguiram a sua orientação.