Camareira de NY quer US$5 mi de ex-banqueiro por crime sexual

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 24 de junho de 2011 as 15:14, por: cdb

Camareira de NY quer US$5 mi de ex-banqueiro por crime sexual

NOVA YORK (Reuters) – Uma camareira de um hotel de luxo nova-iorquino quer uma indenização de 5 milhões de dólares de um ex-banqueiro egípcio acusado de tê-la atacado sexualmente, segundo documentos judiciais divulgados na sexta-feira.

Mahmoud Abdel-Salam Omar, 72 anos, ex-presidente do Banco de Alexandria e do Banco Egípcio-Americano, foi preso no final de maio sob a acusação de atacar a camareira que estava lhe entregando lenços de papel no hotel Pierre, no bairro do Upper East Side, em Manhattan.

Mais tarde, ele declarou-se culpado das acusações e agora encara a ação multimilionária.

Questionado no tribunal nesta sexta-feira se havia beijado Offei e tocado seu peito sem o consentimento dela, o egípcio, que inicialmente se dizia inocente, respondeu: “sim”.

O incidente ocorreu duas semanas depois de o então diretor-gerente do FMI Dominique Strauss-Kahn ser indiciado por tentativa de estupro contra uma camareira de outro hotel de Nova York. Ele negou as acusações, mas deixou o cargo.

No processo aberto na corte federal de Manhattan, a camareira norte-americana Doris Offei pede 1 milhão de dólares por cada uma das três acusações que pesam contra Omar. Ela também pleiteou 2 milhões como compensação punitiva, elevando o total a 5 milhões de dólares.

Lori Cohen, advogada de Omar, disse que a ação civil “fala em alto e bom som sobre as verdadeiras motivações” da camareira.

(Reportagem de Basil Katz)

Reuters