Câmara incentivará cidadão a criar aplicativos de interatividade na web

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 31 de maio de 2011 as 09:55, por: cdb

O deputado Paulo Pimenta (PT-RS) anunciou que a Câmara vai promover concurso de aplicativos na web para a participação do cidadão nos trabalhos legislativos. A ideia do concurso é que os próprios cidadãos possam contribuir com sugestões para o portal e-Democracia. Ainda não há data prevista para o lançamento do concurso.

O anúncio foi feito no seminário “Participação Popular no Parlamento do Século 21”, promovido pela Comissão de Legislação Participativa, como parte das comemorações do aniversário de dez anos da comissão.

Paulo Pimenta, que propôs e coordena o seminário, anunciou também que, no dia 15 de junho, será lançada a nova versão do portal e-Democracia e uma comunidade virtual de combate às drogas. O ato de lançamento está previsto para as 14h30, no Salão Verde, e terá a participação do presidente da Câmara, Marco Maia.

Observatório da Web
No seminário de hoje, o professor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Wagner Meira apresentou o portal Observatório da Web (http://www.observatorio.inweb.org.br), que aproveita as potencialidades da internet para divulgar e analisar informações consideradas importantes para o cidadão.

O portal é uma ferramenta gratuita dedicada ao monitoramento de fatos, eventos e entidades na rede mundial de computadores em tempo real. Três versões do Observatório da Web já foram construídas: Observatório da Dengue, Observatório das Eleições 2010 e Copa do Mundo de Futebol. “O objetivo do portal é transformar, em tempo real, grande volume de dados em informações”, explicou.

No caso das eleições, uma das ferramentas disponibilizadas era a “Análise de Sentimentos”, que classificava em positivas ou negativas as menções aos candidatos à Presidência na internet. A ferramenta também mostrava qual candidato os usuários do observatório apoiavam, a partir das suas intervenções na rede.

O portal também conta com uma ferramenta chamada “Análise de propagação”, que analisa como algumas notícias são propagadas durante as eleições. “O maior formador de opinião durante as eleições era o site humorístico Kibe Loco”, disse.

Tempo real:11:36 – Certificação digital facilitará apresentação de projetos de iniciativa popular10:55 – Sinal digital da TV Câmara em Brasília entrará no ar em junho08:07 – Seminário debate participação popular no ParlamentoReportagem – Lara Haje
Edição – Pierre Triboli