Café, após carnes processadas, entra na mira da OMS

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 28 de outubro de 2015 as 12:56, por: cdb

Por Redação, com agências internacionais – de Bruxelas

Após as carnes processadas, como bacon e salame, terem entrado para a lista da Organização Mundial da Saúde (OMS) de alimentos que podem causar câncer, o café agora está na mira dos pesquisadores. A Agência para Pesquisas de Câncer (Iarc, na sigla em inglês) está investigando a ação da bebida no corpo humano e deve publicar um relatório no final de maio de 2016.

Estudo recente mostra que a cafeína bloqueia um receptor especial do estresse no cérebro
Estudo recente mostra que a cafeína bloqueia um receptor especial do estresse no cérebro

O chá e o mate também estão no escopo da pesquisa. Atualmente, muitos especialistas acreditam que existe uma ligação entre o consumo de bebidas quentes e a incidência de câncer. Bebidas geladas também poderiam apresentar risco.

Bacon e companhia

No começo desta semana, a carne processada foi elevada ao “Grupo 1” de perigo, que inclui tabaco, amianto e fumaça de diesel. De acordo com a OMS, carnes vermelhas não processadas são menos perigosas, mas ainda assim “provavelmente carcinogênicas” e estão ligadas a casos de câncer de pâncreas e de próstata.