Bush promete aumentar gastos para reconstruir Iraque

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 25 de setembro de 2004 as 14:12, por: cdb

O presidente George W. Bush, pressionado por democratas e alguns republicanos sobre a situação no Iraque, prometeu no sábado aumentar o ritmo dos gastos com os contratos de reconstrução do país, apesar da violência.

Bush falou de um “progresso estável” no Iraque em contraposição aos alertas de seu adversário democrata John Kerry, segundo o qual a situação está piorando.

O presidente republicano disse que mais de 9 bilhões de dólares seriam gastos em contratos nos próximos “vários meses” para reconstruir escolas iraquianas, reformar hospitais, consertar pontes, modernizar a rede elétrica e o sistema de comunicações, apesar de assessores parlamentares e algumas autoridades do governo terem dito que os gastos aumentariam mais lentamente.

Ele afirmou que já estão em curso as preparações para realizar “eleições nacionais livres no mais tardar em janeiro”. Segundo ele, a comissão eleitoral iraquiana contratou funcionários e os assessores eleitorais da Organização das Nações Unidas (ONU) estão no país.

Críticos disseram que muitas das medidas importantes para realizar as eleições, como aquisição de veículos, equipamentos de votos e urnas, nem começaram.

Eles dizem que a comissão eleitoral recebeu somente 7 milhões de dólares dos 232 milhões de dólares separados no fundo iraquiano e que a ONU só tem alguns assessores no país.

Bush está em seu rancho em Crawford, no Texas, preparando-se para o debate presidencial da próxima semana, o primeiro de três que podem ser chave para uma disputa tão acirrada.

O presidente reconheceu no sábado a “violência constante em algumas partes do Iraque” e que “sérios problemas continuam a existir em várias cidades”. Mas o tom geral de suas declarações foi otimista. Ele disse que o primeiro-ministro interino do Iraque, Iyad Allawi, “conseguiu grandes coisas” e que a “liberdade está vencendo”.

Democratas e alguns republicanos criticaram Bush quando a Casa Branca confirmou que foram gastos somente 1,2 bilhão de dólares de um pacote de 18,4 bilhões de dólares para a reconstrução do Iraque.