Brizola expulsa Picanço do PDT sob acusação de enviar dólares para Suíça

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 29 de janeiro de 2003 as 14:15, por: cdb

Presidente nacional do PDT, Leonel Brizola, afirmou nesta quarta-feira que o fiscal da Secretaria da Fazenda, Lucio Manoel Picanço, acusado de extorsão e remessa ilegal de dólares para a Suíça, “é considerado expulso” do partido. Picanço é filiado ao PDT e concorreu a um cargo de deputado estadual nas últimas eleições, mas não foi eleito. “Esse pessoal que se envolveu na roubalheira tem expulsão automática de nosso partido, grande ou pequeno, seja quem for”, declarou Brizola, ao chegar para a reunião da executiva nacional do PDT.

O encontro já dura duas horas e meia e vai decidir a posição da bancada pedetista no Congresso com relação ao governo Lula. Brizola é contra a proposta de reforma da Previdência apresentada até agora pelo PT e tem defendido que o partido adote posição de independência e não mais de apoio ao governo petista.