Britânicos realizam conferência para escolher nova liderança do Iraque

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 1 de abril de 2003 as 12:38, por: cdb

O secretário das Relações Exteriores da Grã-Bretanha, Jack Straw, defendeu nesta terça-feira a realização de uma conferência internacional, sob os auspícios das Nações Unidas, para escolher uma nova liderança do Iraque, depois da guerra, ressaltando que a reconstrução do país levaria anos.

Straw argumentou que tal conferência deveria ter como modelo a realizada em Koenigswater, na Alemanha, em 2001, quando Hamid Karzai foi nomeado líder do novo governo do Afeganistão.

“Espero que, depois da deposição do regime de Saddam Hussein, as Nações Unidas tomem a iniciativa de organizar uma conferência que reúna representantes de todos os setores da sociedade iraquiana”, disse Straw em um discurso na Newspaper Society, uma entidade da imprensa britânica.

“O objetivo de tal conferência seria colocar a responsabilidade das decisões sobre o futuro político e econômico do Iraque firmemente nas mãos do povo iraquiano”, explicou.

O governo do primeiro-ministro Tony Blair vem tentando convencer Washington a aceitar o envolvimento da ONU no pós-guerra. Mas a reconstrução do Iraque será uma longa empreitada, observou Straw, acrescentando que “as cicatrizes psicológica infligidas por Saddam levarão ainda mais tempo para sarar”.

O Ministério da Defesa britânico declarou que um soldado morreu nesta segunda-feira, no sul do Iraque, enquanto manuseava munição, elevando para 26 o total de baixas britânicas na guerra.