Britânicos garantem que Ali, o Químico, está morto

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 7 de abril de 2003 as 05:53, por: cdb

Ali Hassan al-Majid, conhecido como Ali, o Químico, foi encontrado morto em Basra, ao lado de seus guarda-costas e do chefe do serviço de inteligência da cidade, no sul do Iraque. Foi o que informou, nesta segunda-feira, o major Andrew Jackson, do 3º Batalhão do Regimento de Pára-Quedismo britânico.

Segundo os britânicos que lutam desde o início do conflito em Basra, Al-Majid deve ter morrido durante os bombardeios sobre sua casa na manhã do último sábado. Jackson disse que encontrar o corpo de Al-Majid foi um dos motivos para as tropas britânicas terem avançado na manhã desta segunda-feira em Basra, considerada a segunda maior cidade iraquiana.

Ali, o Químico, recebeu este apelido de inimigos, após liderar, em 1988, uma campanha contra os rebeldes curdos, no norte do Iraque, onde ordenou a utilização de armas químicas, matando cerca de 100 mil pessoas, a maioria civil.

Primo de Saddam Hussein, Ali Hassan al-Majid assumiu o poder do Kuwait por sete meses, durante a ocupação iraquiana entre 1990 e 1991. Nesse último ano da ocupação, um vídeo divulgado pela oposição iraquiana mostrava Al-Majid executando a tiros rebeldes capturados, após a vitória sobre os xiitas, no sul do Iraque.