Bremer vai ao Golfo para delinear sua missão de reconstrução do Iraque

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 11 de maio de 2003 as 14:58, por: cdb

A equipe norte-americana que dirige a reconstrução do Iraque sofrerá grandes mudanças, informou este domingo o jornal The Washington Post.

“Até o fim deste mês haverá uma organização muito diferente”, afirmou ao jornal um alto funcionário americano ligado à equipe de reconstrução e que não quis ser identificado.

A informação é publicada em um momento em que Paul Bremer, designado pelo presidente George W. Bush como seu enviado civil no Iraque, inicia uma visita ao Golfo para delinear sua missão de supervisão da reconstrução e democratização do país árabe.

Em seu novo cargo, Bremer, um diplomata de carrreira e especialista em antiterrorismo substituirá o general da reserva Jay Garner, até então administrador civil do Iraque.

Até agora as informações diziam que Garner permaneceria no posto, concentrando-se basicamente na restauração dos serviços básicos e na reativação dos ministérios iraquianos mais importantes.

Mas, segundo o Post, Garner e seus assessores partirão “em breve”, provavelmente em uma ou duas semanas, depois de se reunirem com Bremer em Qatar.

A funcionária norte-americana encarregada de Bagdá e da região central do Iraque, Barbara Bodine, deixou este domingo seu cargo e volta aos Estados Unidos, segundo as fontes do Post.

“Ela vai ocupar um posto em Washington que lhe cabia anteriormente”, declarou essa autoridade do Departamento de Reconstrução e Ajuda Humanitária na capital iraquiana, sem dar mais detalhes.

Bodine foi nomeada subdiretora da divisão política e militar do Departamento de Estado, informa o jonal, acrescentando que sua partida é o primeiro passo de uma restruturação em larga escala da equipe norte-americana encarregada dos esforços de reconstrução no Iraque, que foi duramente criticada pela lentidão em mostrar resultados.