Brasileira está desaparecida no Japão por causa do Tufão Rocke

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 22 de setembro de 2011 as 04:57, por: cdb

Renata Giraldi*
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Pelo menos dez pessoas morreram e cinco estão desaparecidas no Japão, inclusive a brasileira Erika Inomata, de 34 anos, em decorrência da passagem do Tufão Rocke pela região central do país. Há ainda 314 feridos em 22 províncias afetadas pelos ventos e pela chuva, segundo as autoridades japonesas.

O tufão levou ainda ao cancelamento de 624 voos, dos serviços ferroviários e até das atividades do trem de alta velocidade – que liga a cidade de Tóquio a Osaka . Pelo menos 120 mil pessoas estão com dificuldade de locomoção no Japão, de acordo com dados oficiais.

Segundo relatos, a brasileira Erika Inomata foi arrastada ontem (21) à tarde pelas águas do Rio Hayakawa, na região de Minobe, no centro do país. Ela tentava passar a pé pela ponte sobre o rio, acompanhada pelo também brasileiro Marcos Kanematsu, de 32 anos, quando os ventos fortes arrastaram os dois na direção da água.

Kanematsu, porém, foi resgatado hoje de manhã por um helicóptero do Corpo de Bombeiros, que tenta localizar Erika e mais quatro pessoas desaparecidas.

O Tufão Rocke provoca ventos de até 126 quilômetros por hora na direção do Nordeste do Japão. Antes da chegada do tufão, as autoridades japonesas recomendaram atenção redobrada a 16 mil pessoas que viviam em áreas mais ameaçadas, enquanto cerca de 1 milhão receberam a orientação de deixar suas casas.

A passagem do Rocke pelo Japão ocorreu duas semanas depois de o país enfrentar o Tufão Talas, que gerou destruição e morte em vários municípios.

*Com informações da emissora estatal de televisão do Japão, NHK, e da agência pública de notícias de Portugal, Lusa.//Edição: Graça Adjuto