Brasil tem quatro tenistas no grupo de elite da ATP

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 2 de outubro de 2001 as 09:30, por: cdb

Depois de 18 anos, o Brasil volta a ter quatro tenistas entre os 100 melhores do ranking. Além de Gustavo Küerten, que chega à 37ª semana como número 1 do mundo, Fernando Meligeni, André Sá e Alexandre Simoni completam o quarteto brasileiro na elite do circuito mundial. Sá, que estava fora do top-100, voltou ao grupo graças à boa campanha no Torneio de Hong Kong (CHI).

Em 1982, o país teve, pela última vez, quatro representantes entre os melhores do mundo. Na época, Marcos Hocevar ocupava a 37ª posição, Carlos Alberto Kirmayr, a 52ª, Cássio Motta, a 86ª, e João Soares, a 96ª.

Guga é o líder há 24 semanas consecutivas, com 4.725 pontos. Impulsionado pela final do Brasil Open, na Costa do Sauípe, Fernando Meligeni é o segundo brasileiro no ranking: ocupa a 67ª colocação, com 589 pontos. Após chegar à semifinal do Torneio de Hong Kong, André Sá subiu 16 posições e agora é o 93º do mundo, com 463 pontos. Alexandre Simoni encerra a lista dos brazucas: é o 98º da relação, com 432 pontos.

O líder do ranking mundial tem muitos pontos a defender nesse fim de temporada, em que quase todos os torneios são disputados em quadras de carpete cobertas. O desafio começa na próxima semana, no Torneio de Lyon – no ano passado, ele foi às quartas-de-final. Em 2000, Guga também foi às oitavas-de-final do Masters Series de Stuttgart, à semifinal do Masters Series de Paris; e venceu a Masters Cup de Lisboa.

– Estamos fazendo os últimos ajustes, fazendo um trabalho forte de físico, de resistência e a adaptação na quadra vai acontecer mesmo nos torneios. Por isso vamos viajar na quinta-feira, para eu me adaptar ao piso em Lyon – disse o catarinense, que só precisa ficar mais três semanas no topo do ranking para bater a marca o romeno Ilie Nastase.

Na cola de Guga está o americano Andre Agassi, que tem 4.085 pontos.