Brasil exporta modelo de inclusão digital para Bolívia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 13 de fevereiro de 2003 as 21:32, por: cdb

O KBr – programa de inclusão digital que coordena o Projeto Kidlink no Brasil – será exportado para La Paz (Bolívia), com a inauguração da primeira KHouse Internacional. O modelo adotado será itinerante e envolverá crianças de rua.

O projeto – criado inicialmente na Kidlink, organização internacional sem fins lucrativos – conhecido como KHouse tem como missão permitir que crianças e adolescentes, sem recursos para manter um computador em casa e dispor do acesso à Internet e ao PC na escola que estudam.

O KBr foi desenvolvido dentro da Fundação Padre Leonel Franca, localizada na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e já instalou, em dois anos, 39 KHouses em todo o Brasil.

O programa também é apoiado pela EduWeb, empresa nacional especializada em e-learning e fornecedora da tecnologia utilizada no desenvolvimento e manutenção do Portal de Educação EduKbr.

O modelo boliviano será móvel para que possa percorrer as diversas ruas e escolas da cidade. A expectativa é capacitar cerca de 200 crianças e jovens, incluindo alunos de escolas públicas e meninos de rua.