Brad Pitt e Tarantino animam Festival de San Sebastián

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 18 de setembro de 2009 as 13:23, por: cdb

Ainda que seu filme sobre caçadores de nazistas não concorra na seleção oficial, a presença em San Sebastián de Quentin Tarantino e Brad Pitt sem dúvida marcará nesta sexta-feira a abertura do 57o Festival de Cinema de San Sebastián, que tem fama de premiar o cinema autoral.

Tarantino e Pitt levam Bastardos Inglórios ao festival e serão o centro das atenções esta noite quando percorrerem os cerca de 110 metros de tapete vermelho.

Sua visão particular da Segunda Guerra Mundial provavelmente eclipsará a apresentação do filme Chloe, do diretor canadense Atom Egoyan, uma história de infidelidades e redescobertas sexuais interpretada por Julianne Moore e Liam Neeson que inaugura a sessão oficial.

Chloe competirá com outros 14 filmes, cinco deles com participação francesa e outros quatro com produção parcial ou totalmente espanhola.

Entre eles se destacam Los condenados, de Isaki Lacuesta, e o hispanoargentino El secreto de sus ojos, de Juan José Campanella.

Também estarão na sessão oficial, mas sem concorrer ao prêmio máximo, El baile de la victoria, de Fernando Trueba, e o norte-americano Mother and child, de Rodrigo García, filho de Gabriel García Márquez, que encerrará o festival no dia 26 de setembro.

Além de contar com a presença de várias películas francesas na competição e de ter como presidente do júri o diretor Laurent Cantet, o festival reforçará seu sotaque francês com a retrospectiva A Contraonda: O Novíssimo cinema francês, com a projeção de dezenas de longas e curta metragens.

O festival servirá também para conhecer as novas películas de diretores como Ang Lee, Terry Gilliam, Michael Winterbottom e Jim Jarmush. Embora não esteja prevista a presença de Woody Allen, será possível ver sua nova comédia, Whatever works.

Entre os convidados de gala estarão a atriz Maribel Verdú, que receberá no sábado o Prêmio Nacional de Cinematografia, e o britânico Ian McKellen, que receberá o Prêmio Donostia na próxima quarta-feira. 

Como novidades desta edição no quesito tecnologia, aumentarão as projeções digitais e as sessões especiais em 3D, e o festival poderá ser acompanhado integralmente pela Internet e por celular.