Boxeador marroquino é preso suspeito de estuprar camareiras na Vila dos Atletas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 5 de agosto de 2016 as 10:34, por: cdb

O Comitê Organizador Rio 2016 informou que está ciente do caso e vai colaborar com a investigação policial

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro:

 

O atleta marroquino de boxe Hassan Saada foi preso na manhã desta sexta-feira, suspeito de estuprar, no última quarta, duas camareiras brasileiras que trabalham na Vila dos Atletas. O mandado de prisão temporária de 15 dias foi expedido pelo Juizado do Torcedor e dos Grandes Eventos, a pedido do delegado Eduardo Ozório.

O atleta marroquino de boxe Hassan Saada
O atleta marroquino de boxe Hassan Saada

O marroquino foi preso na própria Vila dos Atletas e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil do Recreio dos Bandeirantes (42ª DP). Saada tem 22 anos e está inscrito para competir na categoria meio-pesado (até 81 quilos). Sua luta está marcada para este sábado, contra o atleta turco Nadir Mehmet Unal, no Pavilhão 6 do Riocentro.

O Comitê Organizador Rio 2016 informou que está ciente do caso e vai colaborar com a investigação policial.

Vice-cônsul da Rússia

A Embaixada da Rússia no Brasil negou nesta sexta-feira, por meio de nota, que o homem que matou um suspeito de assalto no Rio de Janeiro no dia anterior seja vice-cônsul do país. Segundo a nota, no momento do incidente, todos os funcionários do Consulado da Rússia no Rio de Janeiro estavam dentro do prédio ou na Casa dos Fãs russa, em Copacabana.

De acordo com a Embaixada da Rússia, todos os funcionários da representação diplomática são cidadãos russos, com nomes russos, o que não é o caso do homem que disse ser vice-cônsul.

Na quinta-feira a Polícia Civil informou que o homem era vice-cônsul da Rússia e que ele tinha reagido a uma tentativa de assalto, matando o suspeito do crime. Segundo a Delegacia de Homicídios, o suposto vice-cônsul lutou contra o agressor, tomou sua arma e atirou no suspeito. Na quinta, o Consulado da Rússia não quis dar informações sobre o caso.