Botafogo recebe o Remo no Caio Martins

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 18 de outubro de 2003 as 15:39, por: cdb

Na primeira fase, deu Botafogo: 3 x 1, em Caio Martins. Há uma semana, o Remo deu o troco em Belém, vencendo por 3 x 2. Neste sábado, outra vez em Niterói, os dois times se enfrentarão pela terceira vez na Série B do Campeonato Brasileiro, desta feita em duelo que ajudará a selar o destino de ambos os clubes na competição.

“Matematicamente, a situação do Remo é mais complicada. Mas também queremos muito a vitória e acho que teremos uma atuação bem melhor em comparação ao jogo de Belém. Por isso, acredito que será um duelo aberto, com muitas chances de gol para as duas equipes”, prevê o técnico Levir Culpi.

A dúvida alvinegra na escalação fica por conta do atacante Leandrão, que se recuperou de lesão na coxa direita, mas não foi confirmado pelo treinador. Se for poupado, Almir será o companheiro de Dill, que está há dois meses sem fazer gols. “O Dill é experiente e poderá nos ajudar muito nos momentos decisivos”, dá força Levir.

No Remo, o técnico Givanildo Oliveira promoveu o retorno do lateral-direito Valdemir e do atacante Cristiano, que cumpriram suspensão automática. O goleiro Gilberto, atingido por rojão disparado por um torcedor alvinegro no duelo da primeira fase, pede atenção total aos companheiros para vencer o tira-teima.

“Um erro será fatal. Por isso, temos que estar bem concentrados durante os 90 minutos”, alerta, ditando receita para a conquista de um bom resultado. “No início, a tática certa é segurar a partida e sentir o clima. Se eles não fizerem logo um gol, a torcida vai cobrar e pode haver desequilíbrio emocional. Mas a gente tem que sair para jogar também, como fizemos em Belém”, conclui.

BOTAFOGO x REMO

Data: 18/10/2003 (sábado)
Local: Estádio Mestre Ziza, em Niterói
Horário: 16h
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa/RS)
Assistentes: José Carlos da Silva Oliveira (Fifa/RS) e Altemir Hausmann (RS)

Botafogo
Max, Márcio Gomes, Sandro, Edgar e Jorginho; Túlio, Fernando, Valdo e Camacho; Dill e Leandrão (Almir).
Técnico: Levir Culpi

Remo
Gilberto, Valdemir, Augusto, Sérgio e Arlindo; Márcio Belém, Chicão, Rogério Belém e Gian; Valdomiro e Cristiano.
Técnico: Givanildo Oliveira