Botafogo enfrenta o Azulão pela Copa do Brasil

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 25 de março de 2003 as 16:46, por: cdb

O Botafogo entra em campo contra o São Caetano, na noite desta quarta-feira, no Maracanã, tentando conter o ímpeto do São Caetano. Isso porque, graças à grande vitória por 2 x 1 obtida na quarta passada, em São Paulo, o Alvinegro pode até perder até por 1 x 0, que se classifica para as oitavas de finais da Copa do Brasil.

Um outro 2 x 1 favorável ao time do ABC paulista, porém, leva a decisão para os pênaltis – o que os jogadores do Fogão treinaram bastante esta semana – e qualquer vitória do Azulão com mais de três gols, mesmo por um gol de diferença, dá a vaga ao São Caetano.

Prevendo já uma grande pressão, o time carioca se prepara para um bombardeio. Dentro de campo, uma boa notícia é o retorno do zagueiro Sandro, que, na primeira partida contra o Azulão, cumpriu o segundo jogo de suspensão por ter sido expulso contra o São Paulo, no último compromisso do Alvinegro no Campeonato Brasileiro do ano passado. Do lado de fora, a diretoria conseguiu reduzir o preço dos ingressos e quer aproveitar a boa campanha do clube na Copa do Brasil para pôr 30 mil botafoguenses no estádio.

Mesmo com a perspectiva de pressão por parte do adversário, o técnico Levir Culpi pensa em descongestionar o meio-campo, abandonando o esquema 4-5-1, que foi vitorioso no Anacleto Campanella, em favor do tradicional 4-4-2. Com isso, o veterano meia Valdo daria lugar ao atacante Leandrão.

Já o São Caetano, não bastasse a difícil tarefa de vencer o Botafogo no Maracanã, ainda tem vários problemas de escalação. O técnico Mário Sérgio não pode contar com o zagueiro Marco Aurélio (suspenso), o goleiro Silvio Luiz, o zagueiro Dininho, o lateral Zé Carlos e o volante Ramalho (todos contundidos). Assim, a definição da equipe só ocorrerá minutos antes da partida.

Em compensação, o zagueiro Serginho volta ao time depois de cumprir suspensão. O jogador está otimista. “É uma situação complicada, mas não impossível de ser revertida. Temos que respeitar o Botafogo, mas precisaremos buscar o ataque, pois necessitamos de gols”, disse.

BOTAFOGO x SÃO CAETANO

Data: 26/3/2003 (quarta-feira)
Local: Maracanã
Horário: 17 horas
Juiz: Sérgio da Silva Carvalho
Ingressos: cadeiras verdes e amarelas, R$ 5; cadeiras brancas, R$ 10, e cadeiras especiais, R$ 15

Botafogo
Max, Márcio Gomes, Sandro, Gilmar e Renato; Fernando, Carlos Alberto, Almir e Camacho; Fábio e Leandrão
Técnico: Levir Culpi

São Caetano
Luciano, Rafael, Edson Batatais, Serginho e Paulinho; Marlon, Capixaba, Anaílson e Fábio Santos; Adhemar e Marcinho
Técnico: Mário Sérgio