Boneco Juca encanta crianças mais uma vez a Vila de Passagem

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 28 de fevereiro de 2012 as 17:50, por: cdb

Uma tarde de histórias, brincadeiras e muito sorriso marcou a tarde de dezenas de crianças da Vila de Passagem na tarde desta terça-feira, 28, durante mais uma atividade com o Boneco Juca naquele local. Por meio da mediação de histórias, as contadoras de histórias Maristela Bongiorni e Sônia Petry, cativaram as crianças, transformando a curiosidade dos presentes em encantamento e aprendizado.

A iniciativa foi realizada pelas professoras e mediadoras do projeto “1,2,3, Era uma vez”, do Setor de Extensão da Biblioteca Pública Municipal João Palma da Silva, por meio da Secretaria Municipal de Cultura de Canoas. A partir da casinha improvisada, Sônia manipulava Juca e Maristela anunciava o personagem, já conhecido por algumas das crianças pelas apresentações anteriores. “Muitas crianças não vieram hoje porque foram participar de uma Colônia de Férias em Porto Alegre, por meio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer”, explica o coordenador do local, Vinicius Siqueira.

Ao ser chamado por Maristela, o boneco Juca surgia com sua inconfundível risada, divertindo os pequenos. Após contar uma histórinha sobre “Dona Lélia, que escorregou na casca de banana”, as mediadoras ensinaram bons hábitos e propuseram uma brincadeira de integranção às crianças. “Isso é muito bom para eles; além de gostarem, distrai e ensina”, declara entusiasmada Cristiane Borges, mãe de um menino de seis anos e uma menina de dois.

Dignidade e Cidadania

As atividades culturais na Vila de Passagem se inserem em um conjunto de iniciativas da atual gestão municipal para esse local, que combinam desenvolvimento econômico e inclusão social. “Isso é muito importante para eles; as crianças estão vivendo um mundo de encantamento aqui”, avalia a coordenadora de moradores no local, Maria Teresinha (Branca).

Construído no ano passado para receber as famílias transferidas da área da Vila Dique, contemplada pelas obras da BR 448, esse loteamento conta atualmente com 120 famílias. Toda a infraestrutura é garantida pelo Município, que disponibiliza saneamento, água, luz e segurança, sem custo para os moradores. No local também há um galpão de reciclagem, 40 baias para cavalos, sala de recreação para crianças, um auditório e espaço coletivo.

Em apoio à organização da comunidade, atuam integradamente nesse local a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação e a subprefeitura da Região Sudoeste, com o apoio das secretarias municipais de Obras, Segurança Pública e Cidadania, Esporte e Lazer, Cultura, Saúde, Meio Ambiente, entre outros setores da gestão pública municipal e a equipe da STE, empresa contratada pelo Dnit.

 

Crédito da notícia: Ronaldo M. Botelho