Bolsa da China terá feriado de 9 dias por causa da SARS

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 30 de abril de 2003 as 10:59, por: cdb

A China ampliou o feriado do Dia do Trabalho para as bolsas de valores de três para nove dias, em uma tentativa de conter a epidemia de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars, na sigla em inglês).

A medida coincide com o anúncio de que 11 pessoas morreram da doença nesta quarta-feira e outros 166 novos casos de infecção foram registrados.

O governo chinês está preocupado com a possibilidade de que as salas lotadas onde são feitos negócios e as bolsas de valores ajudem a aumentar a contaminação pela doença.

Também os bancos chineses começaram a desinfetar e a pôr em quarentena notas de dinheiro, em uma tentativa de controlar os riscos de infecção.

Ultravioleta

Depois de desinfetadas, as notas são retiradas de circulação por 24 horas para reduzir o risco de contaminação, segundo o jornal oficial Daily China.

O banco central chinês está aumentando o número de notas em circulação para apoiar esse processo, de acordo com o jornal.

Especialistas acreditam que o vírus pode ficar ativo por 24 horas em superfícies e é por isso que estão recomendando que as pessoas lavem as mãos com frequência.

“Quando recebemos notas suspeitas, primeiro esterilizamos com desinfetante e depois deixamos em exposição a raios ultravioleta por quatro horas”, disse ao jornal um porta-voz do Industrial & Commercial Bank of China, um dos quatro maiores bancos do país.

Confiança

O banco também está desinfetando diariamente mais de 700 caixas eletrônicos em Pequim e aconselhando seus clientes a usarem cartão de débito, em vez de notas, e a usarem os caixas eletrônicos ou o serviço de telefone, em vez de fazerem filas nas agências.

O banco central da China também teria determinado que os bancos de varejo agilizem a liberação de empréstimos a empresas que fabricam medicamentos ou equipamentos médicos.

A decisão de aumentar o feriado para a bolsa de valores pode afetar a confiança dos investidores, segundo analistas, mas poucos acham que terá impacto sobre o preço das ações.

Nesta quarta-feira, o Canadá está sediando uma conferência de cientistas e funcionários públicos da área de saude de diversas partes do mundo para discutir formas de combate à Sars.