Boateng proíbe família de assistir Euro 2016 por medo de ataques

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 8 de junho de 2016 as 13:25, por: cdb

Boateng participava do amistoso contra a seleção francesa naquela noite quando as explosões ocorreram do lado de fora do Stade de France

Por Redação, com Reuters – de Paris/Berlim:

Jérôme Boateng, jogador da seleção da Alemanha que disputava um amistoso em Paris em novembro quando homens-bomba realizaram um ataque do lado de fora do estádio nacional da França, proibiu sua família de assistir às partidas da Euro 2016 por questões de segurança.

Jérôme Boateng durante partida do Bayern de Munique pela Liga da Alemanha
Jérôme Boateng durante partida do Bayern de Munique pela Liga da Alemanha

– Minha família e meus filhos não irão ao estádio. O risco é grande demais – disse Boateng, que irá atuar pela Alemanha na Euro 2016, que começa na sexta-feira na França, à revista Sport Bild.

– É triste ter que lidar com tais assuntos, mas aconteceram muitas coisas que fazem você pensar nisso –afirmou o zagueiro do Bayern de Munique.

A França está em estado de emergência desde os ataques com bombas e armas de fogo de novembro, que deixaram 130 mortos na capital. Os governos francês, norte-americano e outros alertaram que militantes podem visar o torneio.

Boateng participava do amistoso contra a seleção francesa naquela noite quando as explosões ocorreram do lado de fora do Stade de France. Os alemães passaram a maior parte daquela noite escondidos na arena antes de correrem para o aeroporto.

– Da minha parte, quero me concentrar no futebol, e me sinto melhor se minha família não estiver nas arquibancadas – disse.

O diretor da Associação de Futebol Alemã, Reinhard Grindel, afirmou que cabe a cada jogador decidir o que é melhor para seus familiares.

– Eu respeito isso, mas não vou comentar. O que direi é que temos plena confiança nas autoridades francesas.

Na segunda-feira, o serviço de segurança estatal da Ucrânia informou que um cidadão francês detido na fronteira com a Polônia vinha planejando atentados a locais de culto judeus e muçulmanos na França de forma a coincidirem com a Euro 2016.

Mais de 90 mil policiais, soldados e seguranças particulares serão acionados em todo o território francês para garantir a segurança do evento entre os dias 10 de junho e 10 de julho.

Manchester United

O técnico José Mourinho deu início à reformulação do Manchester United com a contratação do zagueiro marfinense Eric Bailly, do Villarreal, nesta quarta-feira, sua primeira no novo cargo.

O jogador de 22 anos assinou um contrato de quatro anos, com opção de renovar por mais dois, informou o clube em comunicado.

Nenhum valor foi revelado, mas reportagens afirmaram que o United concordou com uma transação de cerca de US$ 36,44 milhões com o time espanhol.

– Eric é um zagueiro jovem que tem grande talento natural. Ele vem progredindo bem até agora e tem potencial para se tornar um dos melhores – disse Mourinho, ex-técnico do Chelsea que substituiu o holandês Louis van Gaal no mês passado.

– Mal podemos esperar para trabalhar com ele e ajudar a cultivar aquele talento em estado bruto.

Bailly foi escalado 15 vezes na seleção da Costa do Marfim e foi parte da equipe que conquistou a Copa das Nações Africanas de 2015.

Em 2015 ele deixou o Espanyol e jogou em 47 partidas do Villarreal, mostrando boas atuações na defesa da equipe, que só sofreu 35 gols em 38 jogos da Liga Espanhola na temporada passada e que chegou à semifinal da Liga Europa, perdida para o Liverpool.

– Quero progredir e ser o melhor que puder ser, e acredito que trabalhar com José Mourinho irá me ajudar a me desenvolver da maneira certa e no clube certo – disse Bailly.

A contratação de Bailly marca o primeiro do que deve ser uma enxurrada de novos nomes no time de Mourinho. O português quer recompor o clube 20 vezes campeão inglês e campeão da Copa da Inglaterra na temporada passada. O United terminou a Liga Inglesa em quinto lugar.