BNDS e AES estão próximos de firmar acordo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 29 de dezembro de 2003 as 04:57, por: cdb

Depois de uma semana de negociação, está prestes a terminar a quebra de braço entre o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a empresa norte-americana AES, que controla geradoras de energia elétrica em vários Estados e a AES Sul no Rio Grande do Sul.

Metade da dívida de R$ 1,2 bilhão com o banco foi convertida em ações dos ativos da AES no Brasil, que envolvem cerca de 50 empresas, inclusive outras holdings que funcionam em paraísos fiscais. Mas o BNDES insiste em conhecer primeiro os balanços das empresas para assinar formalmente o acordo. A assinatura poderá acontecer já nesta segunda ou terça de acordo com fontes do banco.

A multinacional AES deverá ainda depositar sinal de US$ 85 milhões para o BNDES até o dia 31 de janeiro. Pelo acordo, o banco ficará com 50% menos uma ação da holding no Brasil, englobados pelas empresas que formam a Brasiliana, controlada pela AES. Os R$ 600 milhões restantes da dívida deverão ser amortizados a cada semestre, em forma de debêntures conversíveis.

A posse das ações garante parte da propriedade da Brasiliana para o BNDES, e caso a AES não arque com os pagamentos escalonados, o banco assumirá o controle da empresa. A Brasiliana já contou com investimentos de quase R$ 4,5 bilhões nos últimos anos.