BNDES financiará projeto da Perdigão que criará 2 mil empregos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 4 de outubro de 2004 as 16:33, por: cdb

A diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 50,1 milhões para modernizar e expandir a capacidade de produção de congelados de aves e suínos da Perdigão. Os recursos também se destinam à ampliação de postos de distribuição da empresa. O projeto irá gerar mais de 2 mil empregos diretos e as obras deverão ficar prontas em 2003.

O valor do projeto é de R$ 81,2 milhões e os recursos do BNDES correspondem a 62% do plano de investimentos da empresa, com o objetivo de atender ao aumento da demanda do mercado por produtos elaborados, de alto valor agregado. Segundo o BNDES, os principais investimentos foram realizados nas unidades industriais regionais de Videira (SC), Herval do Oeste (SC), Marau (RS), Carambeí (PR) e Rio Verde (GO), além de modernização e adequações no porto de Itajaí (SC).

Dados da Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frangos (Abef) revelam que o mercado nacional de produção de aves cresceu 340% entre 1990 e 2003, passando de 2,3 milhões de toneladas para 7,8 milhões. Os números indicam que o consumo de aves no Brasil também aumentou, passando de 13,6 quilos por habitante para 33,81 quilos, entre 1990 e 2002, o equivalente a 248%.

A evolução do setor permitiu que o país ampliasse em 653% o volume das exportações no período, de 245 mil para 1,6 milhão de toneladas, consolidando o Brasil como o segundo maior exportador de carne de frango do mundo (terceiro maior em aves) e o detentor do menor custo mundial de produção.