BNDES estuda participação no consórcio Varig/TAM

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 5 de maio de 2003 as 20:17, por: cdb

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) poderá participar acionariamente na empresa criada pela fusão entre Varig e TAM, conforme adiantou o presidente da instituição, Carlos Lessa. “Há uma possibilidade concreta de o BNDES vir a participar na nova empresa. Isso é perfeitamente razoável”, afirmou.

Segundo Lessa, há ainda a possibilidade de o banco apoiar a fusão emprestando recursos. Segundo ele, a expectativa é de que o pedido para ajuda do banco seja feito hoje.

O presidente do BNDES disse que o apoio tem como objetivo revitalizar a aviação comercial do país. “Não vamos apoiar a Varig e a TAM, vamos ajudar a fazer renascer a aviação comercial brasileira com uma nova empresa que terá participação da Varig e da TAM. Vamos financiar uma nova empresa. Só apoiamos a fusão”.

Hoje um dos maiores credores da Varig é a BR Distribuidora, que fornece combustível para a companhia. Porém, Lessa descartou totalmente o banco financiar capital de giro para comprar combustível. “O BNDES não é fonte de capital de giro para ninguém”.