Blix dirigirá comissão da ONU contra terrorismo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 6 de novembro de 2003 as 10:54, por: cdb

Uma nova comissão internacional contra o terrorismo e as armas de destruição em massa, com mandato das Nações Unidas, será dirigida pelo diplomata sueco Hans Blix. De acordo com o jornal Svenska Dagbladet, Blix, que esteve à frente da equipe de especialistas da ONU que investigou se o regime iraquiano possuía armas de destruição em massa, presidirá a nova comissão internacional, que estará integrada por 12 especialistas.

A proposta de criar uma nova comissão internacional partiu da secretaria das Nações Unidas e, depois que vários países declinaram da oferta, a Suécia e pessoalmente a então ministra de Exteriores Anna Lindh aceitaram a responsabilidade de impulsionar este organismo. Anna Lindh, assassinada em 11 de setembro passado, foi quem ofereceu a Hans Blix, de 75 anos, a possibilidade de dirigir a missão, cujas despesas serão bancadas pela Suécia majoritariamente.

O secretário-geral da nova comissão, designado por Blix, é o diplomata Henrik Salander, embaixador da Suécia em assuntos de desarmamento até julho passado. Salander disse que “os membros da comissão participarão a título pessoal e não como representantes de seus governos, mas são ‘pesos pesados’ que não apresentarão propostas frívolas”. Salander declarou ao diário esperar propostas realistas, mas também transformadoras. “As nações nucleares têm que estar de acordo, as propostas deverão ter amplo apoio e os membros da comissão deverão ter unanimidade de critérios”, afirmou.

A Comissão Blix solicitará a uma série de institutos de todo o mundo relatórios específicos para as discussões do novo organismo. O mandato do grupo abarca as armas nucleares, as armas biológicas e químicas assim como os sistemas que possam impulsionar e difundir tais armas de destruição em massa. Além disso, apresentará propostas específicas para prevenir o terrorismo, relacionadas às armas de extermínio. As propostas da Comissão Blix serão apresentadas dentro de dois anos, no mês de dezembro de 2005.