Blatter culpa Austrália e Nova Zelândia por perda de vaga da Oceania

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 9 de julho de 2003 as 13:10, por: cdb

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, criticou a Austrália em carta enviada à Federação da Oceania para explicar a decisão de retirar a vaga direta do continente para a Copa do Mundo.

– A fraca atuação da Nova Zelândia na Copa das Confederações e a falta de organização e administração da maior associação nacional [Austrália] da sua região são os motivos – disse Blatter.

“Vários fatores foram levados em consideração sem nenhum predominante”, acrescentou.

A Fifa havia garantido em dezembro um vaga direta para Oceania na Copa do Mundo de 2006, na Alemanha, mas revogou a decisão no mês passado, forçando o representante da região a disputar uma repescagem contra uma equipe sul-americana para garantir a vaga no Mundial.

A decisão foi recebida com indignação pelos representantes da Oceania, que disseram que a decisão foi política, cedendo a pressões da Conmebol, enquanto o presidente em exercício da Federação Australiana de Futebol (SA), Les Avory, afirmou na semana passada que foi uma “decisão bastarda”.

– Agora o presidente da Fifa põe a culpa na má campanha da Nova Zelândia na Copa das Confederações e na Federação Australiana, quando todos sabemos o verdadeiro motivo – disse Avory em um documento divulgado nesta quarta-feira.

– Como somos a menor confederação da Fifa em números, temos a menor força política. A Oceania tem que se concentrar agora em encontrar a melhor forma de realizar as eliminatórias para a Copa de 2006.

A Federação Australiana vem passando por turbulências desde maio, quando o governo decretou que a direção da organização teria que ser trocada. O presidente Remo Nogarotto e dois outros membros saíram, mas Avory e mais dois permaneceram.