Blair está satisfeito com os resultados da guerra no Iraque

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 25 de março de 2003 as 13:00, por: cdb

O primeiro-ministro da Grã-Bretanha, Tony Blair, disse nesta terça-feira que “muita coisa já foi alcançada” como parte da campanha militar para derrubar o presidente do Iraque, Saddam Hussein, acrescentando que se encontrará na quarta-feira com o presidente George W. Bush para discutir este e outros temas relacionados à guerra e ao futuro dos iraquianos.

“Em cinco dias, as forças da coalizão já estão perto de Bagdad”, disse o premier, ressaltando que, nesse período, as tropas da coalizão já fizeram mais do que em cinco semanas durante a primeira Guerra do Golfo, em 1991.

Dirigindo-se aos iraquianos, Blair declarou: “Dessa vez, nós não decepcionaremos vocês. Saddam e seu regime serão removidos”.

“Até agora, ao longo dos cinco dias (de guerra), o progresso no caminho para Bagdad tem sido exatamente o que planejamos”, acrescentou.

Blair declarou ainda que a ajuda humanitária ao Iraque é um importante objetivo, enfatizando que este será um tema que discutirá com Bush e também com o secretário-geral das Nações Unidas, Kofi Annan, com quem se encontrará em Nova York, na quinta-feira.

“Eu verei o presidente Bush, em Camp David, para discutir não apenas a campanha militar… mas também como fazer para ter a América e a Europa trabalhando juntas, novamente, como parceiras, e não como adversárias”, afirmou.

Respondendo a um jornalista, o premier britânico disse que Londres e Washington concordam ser vital que as Nações Unidas tenham um papel-chave no Iraque, depois da guerra.

Perguntado sobre rumores de que haveria planos para a instalação de uma administração civil norte-americana no lugar do regime de Saddam Hussein, Blair admitiu que ainda há detalhes a ser discutidos sobre o Iraque no pós-guerra.

“Um consenso que existe entre nós é o de que a ONU tem que ser envolvida no Iraque, depois do conflito”, disse, acrescentando que a Turquia também sabe que a integridade do território iraquiano tem que ser preservada.

Em relação aos combates, Blair confirmou que tropas norte-americanas e britânicas estão, no momento, perto de Karbala, menos de 100 quilômetros ao sul de Bagdad, onde enfrentam a Divisão Medina da Guarda Republicana.

“A Divisão Medina está, agora, sob forte bombardeio aéreo”, declarou o premier, embora reconhecendo que o mau tempo pode tornar o avanço mais lento.