Blair diz que ONU deve agir sobre Iraque ou perderá força

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 15 de fevereiro de 2003 as 09:56, por: cdb

O primeiro-ministro britânico, Tony Blair, disse no sábado que inspetores de armas podem ganhar mais tempo para varrer o Iraque, mas advertiu a Organização das Nações Unidas (ONU) que sua autoridade poderia se desgastar se Saddam Hussein não for desarmado pela força ou pela paz.

“Doutor Blix (Hans Blix, inspetor-chefe de armas da ONU) apresentou seu relatório à ONU ontem (sexta-feira) e haverá mais tempo para inspeções”, disse Blair durante conferência do Partido Trabalhista em Glasgow, Escócia.

“Mas se mostrarmos fraqueza agora, se nós deixarmos essa justificativa por mais tempo para se tornar uma desculpa para faltar com o dever até o momento de agir passar então … a ameaça, e não apenas da parte de Saddam, vai crescer. A autoridade da ONU será perdida”, disse.

Inspetores da ONU que apresentaram seus relatórios sobre o Iraque ao Conselho de Segurança da ONU na sexta-feira, em Nova York, frustraram as expectativas dos EUA e da Grã-Bretanha, que defendem um possível ataque ao Iraque, afirmando que as inspeções nesse país estão funcionando. Rússia, França, China, Alemanha e outros países acabaram pedindo mais uma chance à paz e que se permitisse a continuidade das inspeções no Iraque.