Blair afirma que o mundo pode acabar com a pobreza na África

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 7 de outubro de 2004 as 19:05, por: cdb

O mundo tem os meios para tirar o continente africano da pobreza, disse nesta quinta-feira em Adis-Abeba (Etiópia) o primeiro-ministro britânico, Tony Blair, na abertura de uma reunião da Comissão para a África, organismo auspiciado pelo Reino Unido.

– Chegou o momento de a atenção internacional se transformar em ação internacional – Blair aos delegados reunidos na capital etíope.

A Comissão foi estabelecida em maio em Londres com o objetivo de ajudar os países africanos a lutar contra a pobreza mediante uma sociedade com o mundo industrializado que centrará sua atenção na assistência para o desenvolvimento, em um intercâmbio comercial equitativo e no alívio da dívida africana.

A reunião de hoje foi a primeira da organização depois da conferência de fundação.

A entidade divulgará no início de 2005 suas recomendações e “nesse momento não haverá mais desculpas”, assegurou Blair.

– O próximo ano é o das decisões para a África e para nós (os países desenvolvidos) – disse Blair, completando que em 2005 – teremos que ter a vontade política de enfrentar o desafio da África e vencê-lo juntos.

Blair esclareceu, no entanto, que o progresso na África terá que ser liderado pelos mesmos africanos e que não existe um só caminho para o desenvolvimento.

– Os países não deveriam ser forçados a se comprometer com políticas nas quais não acreditam só porque alguém que presta assistência pensa que serão boas para eles – disse Blair, que prometeu colocar a África no centro de sua agenda quando a Grã-Bretanha ocupar em 2005 a presidência rotativa do Grupo dos Oito (G8).

Blair chegou ontem a Adis-Abeba, onde se reuniu em particular com o primeiro-ministro etíope, Meles Zenawi.

Hoje, Blair recebeu as chaves de Adis-Abeba de mãos do prefeito da cidade, Mayer Arkebe Ekubay, em uma cerimônia na sede permanente da União Africana.