Bioplástico, uma alternativa à petroquímica

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 7 de agosto de 2002 as 17:15, por: cdb

Um estudo inédito sobre bioplásticos será apresentado na próxima Terça-Ecológica, no dia 13 de agosto em Porto Alegre. O evento promovido pelo Núcleo de Ecojornalistas do Rio Grande do Sul (NEJRS), com apoio da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação (Fabico) da Ufrgs e do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no RS, inicia às 19h30 no auditório da Fabico, próximo ao Planetário, com entrada franca. Os palestrantes serão o professor João Antônio Pegas Henriques, do Laboratório de Radiobiologia Molecular do Centro de Biotecnologia da Ufrgs, e os doutorandos Diego Bonato e Heique Bogdawa. A apresentação será do jornalista Geraldo Canali.

Estes cientistas estão realizando há quatro anos a pesquisa básica necessária para a produção de plástico a partir de resíduos agropecuários, como cana-de-açucar, soja, milho, amido de arroz e outros. Além de ser biodegradável, o bioplástico não utiliza petróleo como matéria-prima, o que torna o seu processo produtivo menos agressivo ao meio ambiente. Esta pesquisa é o primeiro passo para a produção de bioplástico no estado. Os plásticos biodegradáveis são uma tendência internacional e já são produzidos comercialmente, ainda em escala reduzida, nos Estados Unidos e na Europa.

A produção inicia pela descoberta de uma bactéria de solo que pode ser usada em processos de fermentação industrial, semelhante à fabricação da cerveja. O doutorando Diego Bonato, do Centro de Biotecnologia da Ufrgs, já descobriu durante o seu trabalho uma bactéria que atende a todos os padrões internacionais para a produção do bioplástico. Além disso, o grupo vem pesquisando a possibilidade de se usar organismos fotossintetizantes modificados geneticamente para a produção de bioplástico, bem como o uso de microorganismos alterados metabolicamente. O desafio dos pesquisadores agora é diminuir o custo destas novas tecnologias, o que irá possibilitar a substituição gradativa do plástico petroquímico no futuro.

Mais informações sobre a Terça Ecológica com os jornalistas Juarez Tosi (juatosi@portoweb.com.br ou 51 9961 0313) e Roberto Villar Belmonte (rvb21@terra.com.br ou 51 9116 4812).