Bin Laden teria se encontrado com assessor no Paquistão

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 6 de março de 2003 as 13:57, por: cdb

Osama bin Laden esteve no Paquistão no mês passado e teria se encontrado com seu chefe de operações, segundo informaram as autoridades paquistanesas de segurança.

Segundo afirmaram as autoridades, o material apreendido no sábado durante a prisão do assessor de Bin Laden, Khalid Shaikh Mohammed, mostrou que Mohammed se encontrou com Bin Laden em fevereiro, possivelmente em Rawalpindi, cidade próxima a Islamabad onde Mohammed foi descoberto no sábado.

“Não há dúvidas que ele está vivo e bem”, afirmou uma alta autoridade do governo paquistanês sobre Bin Laden em uma entrevista. “Nós temos documentos que indicam que ele está bem e está nesta região”.

Na quarta-feira, as autoridades do governo americano afirmaram que não possuíam informações sobre um encontro recente entre Bin Laden e seu assessor. Mas eles acreditavam que um encontro entre um líder terrorista e seu principal assessor era possível e indicava não apenas que Bin Laden permanecia no comando da Al-Qaeda, mas que um grande ataque estava sendo planejado.

Segundo aquela alta autoridade paquistanesa, a informação que Bin Laden e Mohammed se encontraram em fevereiro veio de documentos, Cd-Roms e um computador descobertos na prisão de Mohammed.

Em outra entrevista, uma segunda autoridade paquistanesa afirmou que Mohammed, durante sua prisão, teria confirmado o encontro com Bin Laden, que teria sido realizado há um mês em um local não informado por Mohammed.

“Louvado seja Alá, nosso líder está vivo”, Mohammed teria afirmado para os policiais paquistaneses, e teria acrescentado: “Eu me encontrei com ele apenas um mês atrás”.

Mohammed foi preso com Mustafa Ahmed al-Hawsawi, que, segundo as autoridades ocidentais, teria auxiliado no financiamento do plano de 11 de setembro.

Desde a prisão de Mohammed, as autoridades americanas afirmaram que ele pode ter esclarecido o paradeiro de Bin Laden e confirmado que a rede terrorista está planejando ataques em todo o globo.

Na quarta-feira, eles confirmaram que informações sobre Bin Laden foram encontradas no material apreendido durante a prisão. Até o momento, eles afirmaram, não se sabia como aquelas provas poderiam ajudar na captura do líder terrorista.

Ainda, as autoridades também afirmaram que Mohammed estava cooperando com os policiais, mas que ele ainda não havia apresentado informações significativas sobre Bin Laden, outros líderes da Al-Qaeda ou ataques terroristas sendo planejados nos EUA ou em outros lugares.

Mais material foi encontrado durante a prisão que o admitido publicamente pelas autoridades. Os funcionários americanos destacaram que apesar do estágio inicial da análise dos documentos, eles estavam otimistas que as informações ali encontradas impediriam planos de ataques terroristas e auxiliariam na captura de outros líderes da Al-Qaeda.