Biblioteca austríaca cria disque-sexo para arrecadar verba

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 22 de maio de 2007 as 21:18, por: cdb

Para arrecadar dinheiro para a principal biblioteca pública de Viena a prefeitura da cidade lançou uma “linha quente de sexo”. A informação foi divulgada na última semana por autoridades.
Os usuários do disque-sexo pagam US$ 0,53 por minuto para ouvir uma atriz lendo – com respiração entrecortada – passagens de textos eróticos datados da era vitoriana.  A prefeitura implementou o serviço no início deste mês para ajudar a biblioteca a angariar verbas para obras de reforma e expansão, segundo divulgado pela mídia local.
 
Anne Bennent, atriz austríaca famosa pelo seu trabalho no cinema e no teatro lê as passagens dos textos da coleção de 1.200 obras de ficção erótica dos séculos 18, 19 e 20, informou a biblioteca. Autoridades informaram ainda que o serviço estará disponível até 31 de maio.