Berlim anuncia seus vencedores

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 15 de fevereiro de 2003 as 13:52, por: cdb

O júri festival de cinema de Berlim, presidido pelo cineasta canadense Atom Egoyan, premiou o filme In This World, dirigido pelo inglês Michael Winterbottom com o Urso de Ouro, prêmio máximo do festival.

In This World, que acompanha a vida de dois afegãos em um campo de refugiados no Paquistão que resolvem buscar vida nova no Ocidente, já havia obtido o prêmio da paz do festival, encerrado ontem.

O filme é feito em estilo de documentário e narra a viagem de Jamal Udin Torabi e seu colega Enayatullah de um campo de refugiados afegãos em Peshawar, no Paquistão, atravessando o Irã e o Paquistão e passando 40 horas apertados dentro de um contêiner fechado a bordo de um navio com destino à Itália.

Adaptação, de Spike Jonze recebeu o Urso de Prata, enquanto as atrizes de The Hours, Nicole Kidman, Julianne Moore e Meryl Streep dividiram o prêmio de melhor atriz.

O ator Sam Rockwell recebeu o prêmio de melhor ator por seu trabalho em Confessions Of A Dangerous Mind, primeira experiência como diretor do ator George Clooney. O diretor francês Patrice Chéreau, que em 2000 recebeu o Urso de Ouro pelo ainda inédito no Brasil, Intimidade foi eleito o melhor diretor, por seu filme Son Frère.

Moussa Sene Absa recebeu o prêmio de melhor música pelo filme senegalês Madame Brouette. Os filmes chineses Mang Jing e Hero – este último indicado ao Oscar – receberam respectivamente os prêmios de roteiro para Li Yang, e o Prêmio especial Alfred Bauer, pela inovação cinematográfica.

Apesar das críticas positivas, o alemão Angst não recebeu nenhum prêmio. O único filme alemão premiado foi Good Bye, Lenin!, de Wolfgang Becker, que recebeu o prêmio Blue Angel de melhor filme europeu.

O Brasil só esteve respresentado na competição de curtas, com Plano Seqüência de Patrícia Moran. O vencedor na categoria foi (A)TORZIJA de Stefan Arsenijevic.

Porém nos prêmios menores, o vencedor do festival de Brasília, Amarelo Manga levou o prêmio de melhor filme do Fórum Internacional de Cinema Novo da Confederação Internacional de Cinema de Arte.