Bem Viver – Bem conviver

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 27 de setembro de 2011 as 11:06, por: cdb

A Agenda Latino-americana Mundial, com a edição de2012, faz 21 anos. Desde seu primeiro número, “esta obra tem assumido o desafiode contribuir, modestamente, mas com muita paixão, na análise e no compromissodas grandes causas de nossa América. Mas, alargando horizontes veio a assumiruma perspectiva latino-americana mundial. As grandes causas são inevitavelmentemundiais, sobretudo agora em tempos de globalização. E são causas grandesporque abraçam nossas vidas, a Sociedade, o Planeta, o Universo… As nossascausas ‘valem’ mais que a nossa vida, porque são elas as que à vida dãosentido. Somos o que amamos, o que fazemos, o que sonhamos” (Pedro Casaldáliga.Latino-americana 2012, p. 10).

A “Agenda Latino-americana Mundial” foi e continuasendo: “Sinal de comunhão continental e mundial entre as pessoas e as comunidadesque vibram e se comprometem com as grandes causas da Pátria Grande, como respostaaos desafios da Pátria Maior. Um anuário da esperança dos pobres do mundo apartir da perspectiva latino-americana. Um manual companheiro para ir criando a‘outra mundialidade’. Uma síntese da memória histórica da militância e domartírio da Nossa América. Uma antologia de solidariedade e criatividade. Umaferramenta pedagógica para a educação, a comunicação, a ação social ou apastoral popular” (Latino-americana 2012, 1ª página).

A “Latino-americana 2012” dedica suas páginas àutopia indígena do Bem Viver (em quéchua: Sumak Kawsay). “Não se trata de umtema realmente novo, mas sim de uma riqueza de sabedoria que só nos últimosanos os povos indígenas estão trazendo à luz e oferecendo-a ao mundo como sua contribuiçãoà aventura humana. Ouvir esta proposta, acolhê-la, levá-la a conhecer no nossoContinente e fora dele, meditá-la, é o que queremos fazer nesta Agenda,somando-nos na reflexão coletiva que está se realizando dentro e fora doContinente sobre este Bem Viver” (José Maria Vigil. Ib., p. 8).

A palavra libertadora, o Bem Viver, “nos sai aoencontro como um evangelho de vida possível, digna e para todas as pessoas etodos os povos. Boa nova do Bem Viver frente ao mau viver da imensa maioria econtra ‘a boa vida’, insultante, blasfema, de uma minoria que pretende ser e estarela sozinha na casa comum da Humanidade” (Pedro Casaldáliga. Ib.).

O Bem Viver é, pois, o Bem Conviver e o BemConviver é o Bem viver. Não há uma boa vida humana que não seja uma boa convivênciahumana e vice-versa. “Somos relação, sociabilidade, comunhão, amor. Já sesubentenderia que uma boa vida pessoal tem que ser também comunitária; mas émelhor destacar isso explicitamente para não cairmos em subentendidos queignoram o que se deve entender e assumir, vitalmente, radicalmente. Eu sou eu ea Humanidade inteira. Dois são os problemas e duas as soluções: as demaispessoas e eu. Isto não se pode ‘subentender’ apenas; deve-se gritar” (Ib., p.11).

O Bem Viver – Bem Conviver é o “Sonho Real”, queera o nome da ex-Ocupação do Parque Oeste Industrial em Goiânia (cujosmoradores foram barbaramente despejados por causa da ganância dos donos das imobiliáriase da conivência criminosa do Poder Público, Estadual e Municipal).

Jesus de Nazaré, profeta do maior Sonho Real ou “profetada maior Utopia (‘que sejamos bons como Deus é bom, que nos amemos como Ele nosamou, que demos a vida pelas pessoas que amamos’) promulgou, com sua vida e suamorte e sua vitória sobre a morte, o Bem Viver do Reino de Deus. Ele épessoalmente um paradigma, perene e universal, do Bem Viver, do Bem Conviver”(Ib., p. 11).

Nós da Comissão Dominicana de Justiça e Paz doBrasil – empenhados em lançamentos da obra país afora – queremos espalhar aAgenda e sua causa. Como diz Pedro Casaldáliga, queremos aumentar a “Tribo doslançadores da Agenda” (Cf. Ib., página inicial). Contamos com você. Venha participardo lançamento da “Agenda Latino-americana Mundial 2012”, no dia 28 de setembrode 2011, às 19:30h, no Centro Cultural Cara Video, rua 83, n. 361, Setor Sul,em Goiânia. Sua presença nos fará muito felizes!

Fr. Marcos Sassatelli, Frade dominicano
Doutor em Filosofia (USP)e em Teologia Moral (Assunção – SP)
Prof. de Filosofia da UFG(aposentado)
Prof. na Pós-Graduação emDireitos Humanos
(Comissão DominicanaJustiça e Paz do Brasil / PUC-GO)
Vigário Episcopal doVicariato Oeste da Arquidiocese de Goiânia
Administrador Paroquialda Paróquia Nossa Senhora da Terra
E-mail: mpsassatelli@uol.com.br
Goiânia 24 de setembro de 2011