Bélgica propõe acordo para acabar com impasse na Otan

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 16 de fevereiro de 2003 as 15:55, por: cdb

A Bélgica afirma que está disposta a suspender seu veto na Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) para a concessão de ajuda miitar à Turquia.

A proposta será discutida, neste domingo, em reunião dos ministros do Exterior dos países-membros da aliança de defesa na sede da Otan, na capital belga, Bruxelas.

Ao lado da França e da Alemanha, a Bélgica vem impedindo a aprovação de um plano para enviar ajuda à Turquia. Os três países alegam que isso viria a minar esforços para encontrar uma solução diplomática para a crise com o Iraque.

Agora a Bélgica alega que concordará com o plano se a Otan deixar claro que ele tem objetivo puramente defensivo e não abre caminho para aumentar a presença militar no país tendo em vista uma guerra contra o Iraque.

França

A reunião preliminar será apenas entre a Comissão de Planejamento de Defesa da Otan, da qual a França não participa. Em seguida, todos os 19 países-membros deverão discutir o assunto.

Ministros do Exterior de países europeus irão realizar um encontro de emergência na segunda-feira para tratar da crise iraquiana, e fontes diplomáticas afirmam que um avanço nas negociações na Otan poderá ter influência nessa reunião.

A Bélgica “quer evitar, acima de tudo, que essa decisão seja o primeiro passo em uma preparação para a guerra”, disse o primeiro-ministro belga, Guy Verhofstadt.

Verhofstadt disse que seu governo manteve conversações com autoridades na França e na Alemanha em uma tentativa de encontrar uma posição comum.

Mas ainda não há sinais claros de que a França e a Alemanha estarão dispostas a seguir a proposta belga.

A Otan realizou vários dias de reuniões na semana passada para tentar, inutilmente, resolver o impasse.

Os Estados Unidos alegaram que a Otan tem a obrigação de dar apoio militar à Turquia, que é o único integrante da aliança que tem fronteira com o Iraque.