Battisti pode trabalhar no Brasil, aprova Imigração; só falta visto

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 24 de junho de 2011 as 19:30, por: cdb

Battisti pode trabalhar no Brasil, aprova Imigração; só falta vistoPor 14 votos a 2, Conselho Nacional de Imigração, do ministério do Trabalho, aprova pedido do ativista Cesare Battisti de ficar e trabalhar no Brasil. Decisão será enviada ao ministério da Justiça, que analisa visto permanente. Advogados do italiano tinham acionado Conselho de Imigração dia 9 de junho, depois da ordem de libertação dele pelo Supremo Tribunal Federal.

Da Redação

BRASÍLIA – O ativista político italiano Cesare Battisti conseguiu, nesta quarta-feira (22/06), autorização do Conselho Nacional de Imigração, vinculado ao ministério do Trabalho, para ficar e trabalhar no Brasil.

A permanência dele foi aprovada por 14 votos a favor, dois contrários e uma abstenção, informou o ministério do Trabalho. A decisão será enviada agora ao ministério da Justiça e integrará o pedido de Battisti de obter visto permanente do governo brasileiro.

Em nota, advogados de defesa do militante dizem que ele pretende “restaurar a normalidade de sua vida, continuando a escrever seus livros” e que não quer dar entrevistas.

A defesa de Battisti havia entrado com o pedido no Conselho de Imigração no dia seguinte à ordem de libertação dele pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Por 6 votos a 3, STF referendou a opção do ex-presidente Lula de dar refúgio ao ativista, condenado na Itália por assassinato.

Leia Mais:

STF apóia Lula, derrota Berlusconi e Gilmar Mendes e solta Battisti
Battisti foi escolhido para ser bode expiatório, diz Tarso
Battisti não ameaça relação com Itália, diz Antonio Patriota