Banqueiros elogiam performance de Lula após encontro em São Paulo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 21 de agosto de 2002 as 14:10, por: cdb

Em mais um encontro histórico, o presidenciável petista Luiz Inácio Lula da Silva e sua assessoria econômica esteve nesta terça-feira na sede da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), em São Paulo, com 70 pesos-pesados do sistema bancário do país, entre eles representantes do Unibanco (Pedro Moreira Salles), da Nossa Caixa Nosso Banco (Geraldo Gardenali), do Bradesco (Décio Tenerello) e do ABN-Amro (Fábio Polleti).
E a reação dos banqueiros não poderia ser mais favorável a Lula. “Foi muito bom. Uma boa troca de idéias na qual o candidato respondeu a todas as questões de forma objetiva e satisfatória”, disse Fernão Bracher, ex-presidente do Banco Central e atual dirigente do banco BBA. “Muito bom, muito bom”, reforçou Miguel Jorge, diretor do Santander.
O presidente da Febraban, Gabriel Jorge Ferreira, foi ainda mais eloqüente: “A apresentação nos surpreendeu de forma muito favorável. Foi um discurso franco, construtivo e com alto grau de desprendimento”. Para ele, “o PT tornou-se um partido extremamente aberto ao diálogo com todos os setores importantes da sociedade. Lula deu muita ênfase a esse desejo de ouvir. Defende um governo no qual não predomine a idéia de um ministro ou a do presidente, mas sim o diálogo”.
Grupo de Trabalho – Após o encontro, Lula destacou que sua principal preocupação é tornar o setor financeiro uma alavanca para o desenvolvimento do setor produtivo. Para encontrar alternativas, o presidenciável e a Febraban devem montar um grupo de trabalho conjunto para buscar mecanismos que atenuem essas distorções. Lula deixou a Febraban para aderir a uma caminhada com mais de 5 mil pessoas organizada pelo Comitê Sindical de sua campanha. A “Marcha dos sindicalistas pró-Lula, Genoino e Mercadante” começou no bairro do Brás e se transformou num animado arrastão pelas ruas do centro velho de São Paulo até desembocar na praça Ramos de Azevedo, em frente ao Teatro Municipal, onde foi realizado comício com a participação dos candidatos petistas ao governo do Estado, José Genoino, e ao Senado, Aloizio Mercadante, entre outros.