Bandidos e policiais se enfrentam em Minas Gerias

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 5 de novembro de 2003 as 01:42, por: cdb

Dois suspeitos morreram, outro ficou ferido e um policial foi baleado na mão direita durante um tiroteio na manhã da última terça-feira, na Rua Domingos do Sítio, próximo ao número 267, no Bairro Fonte Grande, em Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte. É a segunda troca de tiros entre policiais e supostos bandidos nesse município em menos de 24 horas.

De acordo com o sargento Elias Rodrigues da Rocha, da 1ª Companhia de Missões Especiais, a confusão começou após a polícia receber uma ligação do dono de uma madeireira situada no Bairro Canadá, também em Contagem.
 
– Ele ligou dizendo que há horas um Fiat Tipo, com cinco homens em seu interior, estava parado em frente ao seu estabelecimento. No momento em que a viatura se aproximou do local, os suspeitos arrancaram o veículo em alta velocidade – contou.

Pelo rádio, o alerta foi repassado a todas as viaturas da PM na região e o cerco foi fechado contra os suspeitos. A perseguição terminou na Rua Domingos do Sítio, quando os homens no Fiat Tipo começaram a disparar tiros contra uma viatura que a perseguia. Nesse momento, de acordo com a PM, o cabo Nilson Gomes da Silva, 26 anos, foi atingido na mão direita.

Os militares então revidaram e o carro, placa BSD-1669, de Contagem, ficou cravado de balas.
Uma poça de sangue se formou no local.
 
– No momento da abordagem, só havia três bandidos dentro do carro. Não sabemos ainda se eram realmente cinco dentro do carro e dois escaparam – disse o sargento.

Os suspeitos mortos foram identificados como Josué de Oliveira, 27 anos, e Ely Cardoso Silva de Souza, 21. Eles chegaram a ser socorridos com vida no Hospital JK, em Contagem, e HPS, em BH, respectivamente.

Wesley Valentim de Souza, 19 anos, também baleado, continuava no bloco cirúrgico do HPS até o fechamento desta edição. A PM apreendeu três revólveres calibre 38 supostamente usados pelos suspeitos.
 
– O carro não é roubado, mas todos os três têm passagem pela polícia – garantiu o policial, sem especificar quais as acusações.

Na última segunda-feira, também em Contagem, o aposentado José Pinto Alcântara, 80 anos, foi baleado três vezes durante a troca de tiros entre policiais militares do 18º Batalhão (Contagem) e cinco homens que fugiam após um ataque à agência do Banco Itaú situada na Avenida Eugênio Pacelli, 753, na Cidade Industrial. O aposentado foi ferido no pé e no antebraço direitos e, de raspão, no tórax.

O aposentado está fora de perigo e continua internado no HPS. O tiroteio provocou pânico e congestionou o trânsito nas imediações da agência. Após o confronto, quatro suspeitos foram presos. Um quinto suposto assaltante, não identificado até ontem, morreu no Hospital Santa Rita.
Os policiais militares conseguiram recuperar dois malotes de dinheiro, cujo montante não foi revelado.

Conforme o titular da Delegacia de Repressão a Roubo a Bancos, delegado Alcides Maia, a quadrilha era chefiada por Jorge Rosa da Silva, o ‘Edson Negão’, foragido da Casa de Detenção Antônio Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves (RMBH).