Banco Mundial prevê que acordo entre Argentina e FMI deve sair em 48h

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 8 de setembro de 2003 as 19:17, por: cdb

O acordo negociado entre a Argentina e o Fundo Monetário Internacional (FMI) pode ser concluído nas próximas 48 horas, segundo expectativa do presidente do Banco Mundial, James Wolfensohn.

Em conversa com jornalistas antes da assembléia entre o FMI e o Banco Mundial, Wolfensohn afirmou que “é necessário um acordo que dê à Argentina espaço para o crescimento econômico”.

O governo do país e o Fundo desenvolvem intensas negociações para chegar a um acordo até esta terça-feira, quando vencem US$ 2,9 bilhões da dívida da Argentina com a instituição.

O governo argentino ameaçou não efetuar o pagamento, caso não seja fechado um acordo de três anos com o FMI. Na avaliação de Wolfensohn, esse acordo deve ser fechado nas próximas 48 horas. Ele também advertiu a Argentina sobre os riscos de entrar em um novo default.