Bancários anunciam paralisação em oito capitais

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 16 de setembro de 2004 as 14:11, por: cdb

A Confederação Nacional dos Bancários (CNB) afirma que estão em greve os sindicatos de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Florianópolis desde a noite de terça-feira, dia 14. Nesta quinta-feira, os sindicatos de Porto Alegre e Curitiba também aderiram ao movimento.

Em Cuiabá e Rondônia, os sindicatos declararam paralisação de 24 horas e avaliarão nesta sexta-feira se aderem ou não à greve. Quatro sindicatos do interior do estado do Rio de Janeiro, três do interior do Paraná e mais três do interior de São Paulo também estão em greve. A CNB deve divulgar na tarde desta quinta uma lista com outras localidades que aderiram ao movimento.

A pauta de reivindicações dos bancários inclui aumento real de 17,28%, reposição salarial de 6,7%, participação nos lucros igual a um salário mais R$ 1.200 fixo e um 14º salário. Eles também pedem redução da jornada de trabalho (de seis para cinco horas) com a criação de um segundo turno de trabalho e aumento do horário de atendimento das agências. Segundo a CNB isso criaria 150 mil novas vagas.

A paralisação dos bancários na capital paulista se concentra na região central, na qual quase a totalidade das agências bancárias e escritórios administrativos dos bancos estaria fechada. Mas o funcionamento estaria ocorrendo parcialmente nos bairros. Foi o que apurou a Agência Brasil junto a sindicalistas. O Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região promete para o início da tarde um informe com balanço oficial da paralisação.