Bancada federal do PPB lança Pratini de Moraes como candidato à Presidência

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 12 de dezembro de 2001 as 21:48, por: cdb

O ministro da Agricultura, Pratini de Moraes, foi lançado pré-candidato à presidência da República pela bancada do PPB na Câmara e no Senado. Ele assegurou que a iniciativa não vai alterar o relacionamento com o presidente Fernando Henrique Cardoso ou com o governo. “O PPB continuará dando suporte ao presidente”, afirmou. “Não serei um virador de coxo”. Pratini lembrou que a escolha do candidato será feita nas prévias, previstas para março ou abril.

O ministro se desculpou pela “precipitação”, alegando que a sua intenção foi a de pôr um nome do partido em debate. Outros nomes, como o governador de Santa Catarina, Esperidião Amin, e o deputado Delfim Netto (SP), estão numa lista de pré-candidatos pepebistas, mas os deputados acreditam que, se Pratini decolar, não terá de disputar com ninguém. Falando em nome da bancada, o deputado Ibrahim Abi-Ackel comparou o ministro a Juscelino Kubitschek, “pela sua crença na agricultura e nos projetos de desenvolvimento”.

Em tom de ironia, o deputado Delfin Netto assegurou que colega não vai utilizar o ministério para promover sua pré-candidatura. O lançamento da primeira pré-candidatura do PPB atraiu à liderança do PPB boa parte dos 51 deputados e os 3 senadores da bancada. O partido vinha tendo até agora um desempenho acanhado no debate da sucessão. Apenas em Minas Gerais os deputados chegaram a aventar a possibilidade de apoiar uma eventual candidatura do governador Itamar Franco (PMDB), mas a idéia não avançou.