Bancada evangélica ganha mais espaço no governo Dilma com nomeação de Crivella

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012 as 14:39, por: cdb
Crivella
Marcelo Crivella é bispo da Igreja Universal do Reino de Deus, do bispo Macedo

O Palácio do Planalto anunciou, nesta quarta-feira, uma nova troca na equipe da presidenta Dilma Roussef. No Ministério da Pesca, sai Luiz Sérgio de Oliveira (PT-RJ) e entra o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ). A mudança foi divulgada pelo porta-voz da Presidência, Thomas Traumann, nesta manhã. Segundo nota da Presidência, Luiz Sérgio prestou “inestimável contribuição ao governo”.

“À frente da Secretaria de Relações Institucionais e, depois, como responsável pela pasta da Pesca e Aquicultura, Luiz Sérgio desempenhou com dedicação e compromisso com o país todas as tarefas que lhe foram atribuídas pela presidenta Dilma Rousseff”, diz trecho da nota.

A nota registra, ainda, que a mudança permitirá incorporar à Esplanada um “importante partido aliado da base do governo” e menciona o fato de que o ex-vice-presidente José Alencar pertencia a essa legenda. A alteração visa acalmar a bancada evangélica no Congresso, que vinha apresentando pontos de discordância com a base aliada. Crivella é um dos representantes do segmento.

Ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti preferiu evitar uma correlação entre o nome de Crivella e a bancada evangélica. Ela atribui a mudança como forma de “integrar um partido que durante todo o período do governo do presidente Lula, na pessoa do vice-presidente José Alencar, (…) sempre foi um partido extremamente aliado, firme e atuante na defesa das ações do governo”. Ideli também reforçou que o governo tem “o maior respeito” pela atuação do PRB, o qual considera “um precioso aliado”.

Antes de assumir o ministério da Pesca, Luiz Sérgio ocupou a pasta de Ideli Salvatti, responsável por fazer a ponte entre o Planalto e o Congresso. Ele foi alvo de críticas, no entanto, dos próprios aliados, que o consideraram um interlocutor sem grande peso no Planalto. Luiz Sérgio, agora, deve retornar à Câmara dos Deputados.

Comments are closed.