Bagdá está a 40 quilômetros da força dos EUA

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 2 de abril de 2003 as 17:41, por: cdb

Uma força dos Estados Unidos já está a 40 quilômetros de Bagdá, depois de violentos combates ocorridos nesta quarta-feira em Karbala e em Kut, ao sul da capital iraquiana, informou um correspondente da CNN.

Os soldados travaram combates com forças da Guarda Republicana a oeste, perto de Karbala, e a leste, numa área próxima de Al Kut. As notícias foram confirmadas pelo Comando Central da coalizão.

Um oficial britânico alertou, contudo, que ainda era cedo para dizer que a batalha pelo controle de Bagdá tivesse começado.

Referindo-se à ocupação de Bagdá, um porta-voz norte-americano ressaltou que o “objetivo número um de toda a campanha é derrubar o regime iraquiano”.

Citando fontes militares, Rodgers informou que uma força da Terceira Divisão de Infantaria do Exército norte-americano seguiu para perto de Bagdá depois de sua divisão ter tomado a cidade de Karbala, ao sul da capital.

Embora mais tropas da coalizão pareçam estar marchando resolutamente em direção à capital iraquiana, Rodgers ponderou que esse avanço seria lento e sistemático.

“Não é mais rápido do que o caminhão mais lento na unidade”, afirmou. “Mas todos estão seguindo para Bagdá”.

Perto de Kut, 170 quilômetros a sudeste da capital, tropas norte-americanas capturaram uma ponte estratégica sobre o Rio Tigre, assegurando um importante ponto de passagem no caminho para Bagdá, segundo autoridades militares da coalizão.

Rodgers, que está ao sul da capital, com tropas de uma divisão de blindados, disse ainda que as fontes lhe haviam informado que Karbala foi capturada com “pouco esforço”.

“As forças norte-americanas esperavam encontrar uma unidade da Guarda Republicana (na cidade)”, afirmou Rodgers. “Mas se havia, ela não combateu muito”.

Uma das duas brigadas que realizaram a operação entrou na cidade, onde enfrentou apenas alguns tanques iraquianos e foi recebida com morteiros.

Vindo logo atrás, a segunda brigada garantiu o controle da cidade, segundo as fontes.

Rodgers disse que no caminho para Bagdá podiam ser vistos corpos de iraquianos e, também, prisioneiros de guerra iraquianos, que serão transportados para campos no sul do país.