Avião da Varig fica retido em São Paulo após descoberta de pó branco

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 17 de outubro de 2001 as 17:29, por: cdb

Uma aeronave da Varig ficou retida no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, desde o final da manhã desta quarta-feira, após a descoberta de um pacote contendo um pó branco não identificado. Segundo a Assessoria de Imprensa da Varig, o avião Boeing 737-300, saiu do Rio de Janeiro por volta das 10h30, com 52 passageiros, no vôo 2416 da ponte aérea, com destino ao aeroporto de Congonhas, aqui em São Paulo. Fonte da companhia, que prefere não se identificar, acredita que este é mais um trote, “mais uma brincadeira de mau gosto”.

– Sou capaz de apostar que isso é coisa de desocupado. Uma piada, como aconteceu com o Consulado dos EUA no Rio de Janeiro e em outros prédios públicos por aí – afirmou o funcionário.

Susto

Chegando ao destino, por volta das 11h30, os passageiros desembarcaram e o pessoal da limpeza começou o trabalho rotineiro para que a aeronave pudesse retornar ao Rio de Janeiro. Próximo à poltrona 17, um dos funcionários encontrou um pequeno pacote contendo um pó branco não identificado.

Imediatamente, os funcionários avisaram a Varig que acionou a Vigilância Sanitária.

O pacote foi recolhido e o produto encaminhado ao Instituto Adolfo Lutz para exame. Enquanto o resultado dos exames não sai, a aeronave está isolada e retida no aeroporto.

A Assessoria de Imprensa da Varig não informou a quantidade do material encontrado, nem se os funcionários da limpeza estão isolados ou em observação.