Autoridades italianas comemoram libertação de jornalistas na Líbia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 25 de agosto de 2011 as 08:51, por: cdb

ROMA, 25 AGO (ANSA) – As autoridades italianas expressaram satisfação pela libertação dos quatro jornalistas italianos sequestrados ontem na Líbia.
   
O primeiro-ministro Silvio Berlusconi disse que Roma considera a libertação “um fato positivo para o futuro” das relações entre os dois países. O Chefe de governo italiano se reuniu nesta manhã com o líder do Conselho Nacional de Transição (CNT) da Líbia, Mahmoud Jibril.
   
O presidente da Itália, Giorgio Napolitano, agradeceu a todos os funcionários do Ministério das Relações Exteriores e da Unidade de Crise que se empenharam nas negociações.
   
Ele também manifestou apreço pela contribuição dos enviados italianos à Líbia em situações de extrema periculosidade.
   
O presidente da Câmara dos Deputados da Itália, Gianfranco Fini, disse, em um comunicado, que está aliviado com a liberação dos jornalistas.
   
Os repórteres sequestrados trabalhavam para o jornal Corriere della Sera (Elisabetta Rosaspina e Giuseppe Sarcina), para o Avvenire (Claudio Monici) e para o La Stampa (Domenico Quirico).
   
Eles foram sequestrados na última quarta-feira quando iam da localidade de Zawiya para a capital da Líbia,Trípoli, e foram trancados em uma garagem.
   
“Espancaram e mataram o nosso motorista na nossa frente”, contou Claudio Monicio. (ANSA)